GNA Collective effort needed to solve sanitation issues-Assembly Member GNA National Security Ministry investigates alleged manhandling of CitiFM journalists GNA COVID-19: Clinicians trained in critical case management GNA PIAC calls for proper targeting of Annual Budget Funding Amount Inforpress Montante distribuído de direitos autorais ronda os quatro mil contos – SCM Presidente da República promete dialogar com sindicatos do sector educativo sobre as greves de professores ANG Presidente da República exonera ministro das pescas Malam Sambú ANG Ladislau Embassa promete um sistema judicial eficiente e eficaz GNA Woman attacked by wild antelope succumbs to death GNA Cuba seeks Ghana’s vote at United Nations

Angola e Rwanda unem esforços para erradicar grupos armados da RDC


  31 Mai      6        Politics (15124),

   

N’Sele, Kinshasa, 31 de Maio (ANGOP) – Angola e Rwanda decidiram, esta sexta-feira (31), juntar-se à República Democrática do Congo (RDC) nos esforços para erradicar o fenómeno dos grupos armados congoleses e estrangeiros que actuam neste país vizinho e criam a insegurança e instabilidade na região.
A decisão foi anunciada, em N’Sele, arredores leste da capital congolesa, no termo de uma mini-cimeira que reuniu os chefes de Estado dos três países vizinhos da sub-região central de África, designadamente João Lourenço, de Angola, Paul Kagamé, do Rwanda, e Félix Tshisekedi, da RDC.

Segundo a declaração final do encontro, lida pelo ministro angolano das Relações Exteriores, Manuel Augusto, os demais chefes de Estado da região que não tomaram parte no encontro serão também convidados a integrar esta iniciativa sub-regional.

Para o efeito, a cimeira tripartida decidiu relançar a Conferência Internacional sobre a Região dos Grandes Lagos (CIRGL), como plataforma ideal para a resolução dos problemas que afligem a região, refere o documento.

No plano da integração económica, os três estadistas  comprometeram-se a tudo fazer para reabilitar e reforçar a linha férrea Kolwezi-Dilolo, na RDC, visando a sua ligação ao Lobito, através do Caminho-de-Ferro de Benguela (CFB), na região centro-costeira de Angola.

O encontro de N’Sele decorreu à margem das exéquias de Etienne Tshisekedi, antigo líder da oposição congolesa e pai do actual Presidente da RDC, falecido em Fevereiro de 2017, em Bruxelas (Bélgica), e cujos restos mortais chegaram a Kinshasa, quinta-feira (30).
O Presidente João Lourenço, que regressou a Luanda ao fim da tarde desta sexta-feira, participou na homenagem pública prestada a Etienne Tshisekedi, no Estádio dos Mártires, em Kinshasa, ao lado de outros chefes de Estado africanos.
Antigo primeiro-ministro da RDC e amplamente reconhecido como o pai da democracia congolesa pela sua luta contra o Estado ditatorial, Etienne Tshisekedi será inumado este sábado, em N’Sele, onde foi erguido um mausoléu em sua memória.

Dans la même catégorie