Les étudiants de l’université de Niamey condamnent les attaques meurtrières récurrentes dans le pays AIB Burkina : Le gouvernement et ses partenaires échangent autour de la production agro-sylvo-pastorale AIB Burkina : l’Etat préconise des formations professionnelles privés aboutissant à l’auto-emploi AIB Fada N’Gourma : Plusieurs élèves blessés suite à des échauffourées avec les FDS GNA Australian High Commission supports training of women in dairy processing GNA ACET launches call for SMEs into Business Transformation Programme GNA Murder suspect weeps as he awaits committal proceedings MAP Grand Prix 4* de Gorla Minore en Italie : Le cavalier marocain Abdelkebir Ouaddar se classe 3ème APS ENTRE 500 ET 700 PARTICIPANTS ATTENDUS AU 6E FORUM DE LA FINANCE ISLAMIQUE (ORGANISATEURS) GNA COVID-19: All set for second dose vaccination in Ashanti

Santo Antão: Dificuldades no abastecimento de água voltam a afectar a cidade do Porto Novo


   

Cidade da Praia, 27 Jun (Inforpress) – Problemas ligados ao fornecimento de água na cidade do Porto Novo, Santo Antão, sobretudo, nas zonas altas desta urbe, continuam a preocupar as famílias, que voltam a ser confrontadas com mais uma avaria nas condutas da empresa produtora.
Nos bairros como Alto Soão Tomé, Ribeira Corujinha, Berlim e Covoada, os moradores queixam-se de estar privados, há alguns dias, do líquido precioso, mas, através de uma nota, a edilidade informou que o abastecimento de água foi interrompido, quarta-feira, na cidade do Porto Novo, devido a uma avaria no sistema de bombagem da empresa Águas do Porto Novo (APN).
O Serviço Autónomo de Água e Saneamento do Porto Novo, que pediu a “compreensão” da população, por mais esta avaria nas tubagens da APN, informou que esta empresa de produção de água dessalinizada continua com a produção, sendo possível o abastecimento através de auto-tanques.
A água não tem chegado com regularidade às torneiras das casas na parte mais alta da cidade do Porto Novo, uma situação que acaba por criar alguns sobressaltos às famílias, sobretudo, para aquelas que não têm reservatórios.
Segundo a câmara do Porto Novo, a situação deve-se a “insuficiências” na rede de distribuição, já antiga, com perdas à volta de 50 por cento (%), assegurando que a situação será ultrapassada com os investimentos em carteira, no quadro do projecto de água e saneamento, que deve começar a ser implementado a partir de Agosto.
O projecto, para toda a ilha de Santo Antão, é estimado em 900 mil contos, prevendo, no caso do Porto Novo, a construção de 25 quilómetros de rede de adução e distribuição de água.
JM/ZS

Dans la même catégorie