ANP Entretien à Djeddah entre le Secrétaire général de l’OCI et le Directeur général de l’UNA MAP Le 1er Sommet africain de la cybersécurité les 25 et 26 octobre au Togo ANP Les membres et personnel de la CENI en formation de renforcement de capacités à Dosso GNA NADMO Officials tour communities affected by floods in Ashanti GNA Social Welfare Girl’s Vocational Centre appeals for support to renovate burnt dormitory Inforpress Ministro garante que estátua de Ildo Lobo será erguida em Pedra de Lume com a retoma do turismo Inforpress Cabo Verde perto de atingir 80% da população com primeira dose da vacina contra a covid-19 Inforpress Procurador-Geral da República espera para breve a instalação do Campus da Justiça Inforpress Ministério da Saúde promove ateliê de capacitação em reanimação fetal e actualização do Partograma Inforpress Cabo Verde deve continuar atento às dinâmicas de cooperação para o desenvolvimento –conferencista

Covid-19: Governo restringe funcionamento de estabelecimentos de restauração até às 21:00


  19 Mars      8        LeaderShip Feminin (10341),

   

Cidade da Praia, 19 Mar (Inforpress) – O Governo restringiu o funcionamento de estabelecimentos de restauração até às 21:00, para um período de 30 dias, e a realização de eventos públicos que reúnam número significativo de participantes.
Essas são algumas das medidas apresentadas hoje para a prevenção e controlo da pandemia do Covid-19 pelo ministro da Administração Interna, Paulo Rocha, na abertura da reunião do Conselho Nacional de Protecção Civil.
Com a declaração da situação de contingência de Protecção Civil para todo o território nacional, o Governo decidiu pela restrição ao funcionamento de estabelecimentos de restauração até às 21:00, nomeadamente bares, restaurantes e esplanadas, com proibição total do consumo em espaços abertos, devendo a lotação dos mesmos ser reduzida em 1/3 da sua capacidade.
Decidiu-se ainda pelo encerramento temporário de todos os estabelecimentos de diversão nocturna no país, nomeadamente discotecas e equiparados.
É ainda imposta a restrição às visitas a lares e aos centros onde estejam pessoas da terceira idade e aos estabelecimentos prisionais, restrição às visitas aos hospitais e outros estabelecimentos de saúde.
Recomenda-se ainda a restrição de frequência a ginásios, academias, escolas de artes marciais, de ginástica e similares e a antecipação das férias escolares para o dia 23 do corrente mês, com especial recomendação que os alunos fiquem em casa.
A declaração, avançou, determina o estabelecimento de limitações de frequência e organização dos serviços de atendimento ao público, nomeadamente, no que tange à organização de filas e imposição de distância mínima de segurança.
O mesmo documento determina especial colaboração dos meios de comunicação social, bem como dos operadores de comunicação móvel na divulgação de informações e anúncios à população.
Cabe à Inspeção Geral das Actividades Económias e às forças de segurança o cumprimento e fiscalização dessas medidas.
Para além dessas medidas de restrição, a declaração de contingência activa automaticamente o Conselho Nacional de Proteção Civil, enquanto órgão de coordenação nacional da política de protecção civil.
Segundo o ministro, compete a este conselho adoptar mecanismos de colaboração institucional entre todos os organismos e serviços com responsabilidades no domínio da protecção civil, bem como formas de coordenação técnica e operacional da actividade por aqueles desenvolvidos, no âmbito das respectivas atribuições estatutárias.
Cabe igualmente a este conselho a mobilização rápida e eficiente das organizações e pessoal indispensáveis e dos meios disponíveis que permitam a condução coordenada das acções a executar.
A declaração de contingência, sublinhou, obriga a elevação do estado de prontidão das forças e serviços de segurança e de todos os agentes de protecção civil, com reforço de meios para eventuais operações de apoio na área da saúde pública.
O Governo decidiu ainda pela activação do Fundo Nacional de Emergência, com vista ao financiamento das acções de prevenção e resposta no âmbito da protecção civil e do sistema nacional de saúde.
Será ainda feito o reforço da capacidade de recepção e despacho da Linha Verde 8001112, com instalação de mais postos de atendimento, bem como a afectação de profissionais de saúde para efeito de atendimento à população, durante o período diurno.
Paulo Rocha espera a compreensão da população e acredita que todos irão colaborar e seguir as ordens e recomendações emanadas da protecção civil e deste conselho.
Nos termos da lei, a declaração de contingência comina de crime quem não obedecer e comina crime de desobediência e de resistência às autoridades agravadas.

Covid-19: Governo restringe funcionamento de estabelecimentos de restauração até às 21:00


  19 Mars      9        LeaderShip Feminin (10341),

   

Cidade da Praia, 19 Mar (Inforpress) – O Governo restringiu o funcionamento de estabelecimentos de restauração até às 21:00, para um período de 30 dias, e a realização de eventos públicos que reúnam número significativo de participantes.
Essas são algumas das medidas apresentadas hoje para a prevenção e controlo da pandemia do Covid-19 pelo ministro da Administração Interna, Paulo Rocha, na abertura da reunião do Conselho Nacional de Protecção Civil.
Com a declaração da situação de contingência de Protecção Civil para todo o território nacional, o Governo decidiu pela restrição ao funcionamento de estabelecimentos de restauração até às 21:00, nomeadamente bares, restaurantes e esplanadas, com proibição total do consumo em espaços abertos, devendo a lotação dos mesmos ser reduzida em 1/3 da sua capacidade.
Decidiu-se ainda pelo encerramento temporário de todos os estabelecimentos de diversão nocturna no país, nomeadamente discotecas e equiparados.
É ainda imposta a restrição às visitas a lares e aos centros onde estejam pessoas da terceira idade e aos estabelecimentos prisionais, restrição às visitas aos hospitais e outros estabelecimentos de saúde.
Recomenda-se ainda a restrição de frequência a ginásios, academias, escolas de artes marciais, de ginástica e similares e a antecipação das férias escolares para o dia 23 do corrente mês, com especial recomendação que os alunos fiquem em casa.
A declaração, avançou, determina o estabelecimento de limitações de frequência e organização dos serviços de atendimento ao público, nomeadamente, no que tange à organização de filas e imposição de distância mínima de segurança.
O mesmo documento determina especial colaboração dos meios de comunicação social, bem como dos operadores de comunicação móvel na divulgação de informações e anúncios à população.
Cabe à Inspeção Geral das Actividades Económias e às forças de segurança o cumprimento e fiscalização dessas medidas.
Para além dessas medidas de restrição, a declaração de contingência activa automaticamente o Conselho Nacional de Proteção Civil, enquanto órgão de coordenação nacional da política de protecção civil.
Segundo o ministro, compete a este conselho adoptar mecanismos de colaboração institucional entre todos os organismos e serviços com responsabilidades no domínio da protecção civil, bem como formas de coordenação técnica e operacional da actividade por aqueles desenvolvidos, no âmbito das respectivas atribuições estatutárias.
Cabe igualmente a este conselho a mobilização rápida e eficiente das organizações e pessoal indispensáveis e dos meios disponíveis que permitam a condução coordenada das acções a executar.
A declaração de contingência, sublinhou, obriga a elevação do estado de prontidão das forças e serviços de segurança e de todos os agentes de protecção civil, com reforço de meios para eventuais operações de apoio na área da saúde pública.
O Governo decidiu ainda pela activação do Fundo Nacional de Emergência, com vista ao financiamento das acções de prevenção e resposta no âmbito da protecção civil e do sistema nacional de saúde.
Será ainda feito o reforço da capacidade de recepção e despacho da Linha Verde 8001112, com instalação de mais postos de atendimento, bem como a afectação de profissionais de saúde para efeito de atendimento à população, durante o período diurno.
Paulo Rocha espera a compreensão da população e acredita que todos irão colaborar e seguir as ordens e recomendações emanadas da protecção civil e deste conselho.
Nos termos da lei, a declaração de contingência comina de crime quem não obedecer e comina crime de desobediência e de resistência às autoridades agravadas.

Dans la même catégorie