ACP Le ministre de l’Industrie et le DG du FPI Patrice Kitebi échangent sur les contrats signés entre la RDC et l’Egypte GNA Chief breaks ground for multipurpose Nkawkaw Palace GNA President fulfills promise to Black Satellites after Youth Championship triumph GNA CIMG launches professional marketing qualifications in Ghana MAP RDC: le SG de l’ONU condamne fermement l’attaque perpétrée contre la MONUSCO au Nord-Kiv, tuant un Casque bleu MAP Observation mercredi du croissant lunaire annonçant le début du mois de Chaoual (ministère) MAP Côte d’Ivoire : Face au déficit d’électricité, un programme de « rationnement » MAP Questions migratoires: M. Laftit souligne le leadership de SM le Roi qui érige le Maroc en modèle régional MAP La reconnaissance US de la marocanité du Sahara a contraint « les uns à dévoiler leurs cartes, les autres à sortir du bois » (Quid.ma) MAP M. Bourita s’entretient avec son homologue gambien

Covid-19/Praia: Activista social apela a “maior espírito de solidariedade” dos cabo-verdianos na ajuda aos carenciados


Cidade da Praia, 07 Mar (Inforpress) – A activista social Sabina Fortes apela a “um maior espírito de solidariedade” dos cabo-verdianos neste momento que o País se encontra em estado de emergência, devido ao covid-19.
Sabina Fortes, que é a presidente da Associação Desportiva Relâmpago, está a promover a campanha “1 kg de alimento”, destinada a angariar cestas básicas para ajudar as famílias mais carenciadas.
Em declarações à Inforpress, adiantou que desde sábado, 04, quando iniciou a campanha, a adesão das pessoas tem sido ” muito fraca”, o que, segundo ela, demonstra “falta de espírito de solidariedade”.
“Devido ao estado de emergência é difícil as pessoas saírem de casa mas está é a hora de ver que o país passa por dificuldade e se uma pessoa doar um quilo de alimento podíamos fazer a diferença”, apelou Sabina Fortes.
Neste sentido, exortou aos praienses, onde a campanha está a ser promovida,a serem mais solidários “num momento em que a união dos cabo-verdianos é o mais importante”.
A recolha dos bens de primeira necessidade, que posteriormente vai ser colocados à disposição da câmara da Praia, será feita com todas as medidas de segurança, como forma de prevenção contra o novo coronavírus.
Os alimentos podem ser também entregues directamente às famílias directamente às famílias carenciadas das localidades periféricas como Pensamento, Calabaceira, Meio de Achada ou Fundo Cobom.
Para o efeito já foi postada uma publicação na sua rede social com os contactos desta colectividade, inclusive da conta bancária do clube, consoante a opção dos interessados.
A recolha deve ser feita na sede da Associação Desportiva Relâmpago, em Palmarejo.
Numa altura em que o País encontra-se em estado de emergência nacional, por causa da prevenção a covid-19, a líder do Relâmpago pediu serenidade de todos no sentido de “ficarem em casa” e seguir as orientações governamentais de entre outros órgãos de soberania, como forma de evitar o contágio e a propagação do novo coronavírus.
Nesta sua mensagem exortou os cidadãos a colaborarem com “críticas construtivas”, baseadas na paz e no amor, afirmando mesmo que caso contrário só estará a atrapalhar o combate a esta pandemia.

Dans la même catégorie