Les étudiants de l’université de Niamey condamnent les attaques meurtrières récurrentes dans le pays AIB Burkina : Le gouvernement et ses partenaires échangent autour de la production agro-sylvo-pastorale AIB Burkina : l’Etat préconise des formations professionnelles privés aboutissant à l’auto-emploi AIB Fada N’Gourma : Plusieurs élèves blessés suite à des échauffourées avec les FDS GNA Australian High Commission supports training of women in dairy processing GNA ACET launches call for SMEs into Business Transformation Programme GNA Murder suspect weeps as he awaits committal proceedings MAP Grand Prix 4* de Gorla Minore en Italie : Le cavalier marocain Abdelkebir Ouaddar se classe 3ème APS ENTRE 500 ET 700 PARTICIPANTS ATTENDUS AU 6E FORUM DE LA FINANCE ISLAMIQUE (ORGANISATEURS) GNA COVID-19: All set for second dose vaccination in Ashanti

Ambiente/IBAP satisfeito com trabalhos de preservação dos mangais


  27 Juillet      41        Job (216),

   

Bissau 27 Jul 20 (ANG) – O Diretor-geral do Instituto da Biodiversidade e das Áreas Protegidas(IBAP), Justino Biai, disse estar satisfeito com os ganhos tidos com o projeto desencadeado há décadas no setor de preservação e plantação de mangais nas zonas costeiras na Guiné-Bissau.

Justino Biai que falava hoje em entrevista exclusiva à ANG, no quadro do Dia Internacional da preservação dos mangais, assinalado no Domingo 26 do corrente, em todo o planeta, manifestou a satisfação e preocupação da sua instituição em matéria de preservação da biodiversidade e em especial o setor de mangais.

De acordo com o Diretor-geral de IBAP, a Guiné-Bissau é um dos países mais interessados na defesa dos mangais, por ter nove por cento do seu território nacional, que corresponde 326.087 hectares cobertos por mangais.

Segundo este responsável, a região de Cacheu é aquela que tem maior área ocupada por mangal e com parques naturais de mangais do Rio Cacheu com 39.777 hectares.

« Com avanços na informação e sensibilização para fazer conhecer a importância de mangais no país, a ação humana está constituindo ainda enorme preocupação com comportamentos nocivos devido as construções nas zonas da plantação do mangal, resíduos tóxicos e cortes para outros fins » ressaltou Justino Biai

Aconselha a população em geral para mudarem de comportamentos, na forma de lidar com o meio ambiente e salienta que, para além da contribuição na produção da vida marinha, o mangal protege as catástrofes naturais, pelo que deve ser bem tratado tendo em conta que o país consta na lista de países com risco de inundações com a subida do nível da água.

A Guiné-Bissau assinalou pela primeira vez o Dia Internacional de Conservação do Ecossistema do Mangal com um convite lançado pelo IBAP para se continuar a dinamizar e renovar a restauração ecológica e preservação de mangal, tidas como essencial para o planeta e os seus habitantes.

De acordo com uma nota de imprensa do IBAP, o mangal protege as zonas costeiras da erosão, graças aos seus raízes, servindo de barreira para diminuir o impacto dos ventos fortes, as ondas e correntes de água e das inundações periódicas.

O documento do IBAP refer ainda que o mangal é importante para a segurança alimentar e para a sobrevivência das comunidades, porque é ali que os peixes, os camarãos, carangueijos, ostras e outros mariscos reproduzem e crescem.

Dans la même catégorie