ANP Niger : Le gouvernement se penche sur le phénomène de la mendicité dans le pays ANP Le Président de la République nomme un nouveau président de l’Autorité de lutte contre la corruption au Niger ANP Niger : Les épreuves écrites de la session 2021 du baccalauréat, prévues pour le 27 juillet, reportées au 4 août prochain ANP Le Niger se dote d’une stratégie nationale de couverture sanitaire universelle pour la période 2021-2030 ACAP Ouverture à Bangui des travaux de la Table-ronde du secteur forestier ACAP Ouverture à Bangui des travaux de la Table-ronde du secteur forestier ACAP Les Magistrats recommandent l’engagement systématique des poursuites disciplinaires à l’encontre des juges indélicats ACAP Le gouvernement condamne les exactions perpétrées près de Bossangoa ACAP Le Ministre de la Justice s’entretient avec l’Ambassadeur de France en Centrafrique GNA Government to establish girls STEM SHS in Accra

Campus do Mar: “Objectivo é dotar São Vicente e o País de recursos humanos qualificados em economia azul” – primeiro-ministro


  20 Août      88        Politique (19),

   

Mindelo, 20 Ago (Inforpress) – O primeiro-ministro declarou hoje, no Mindelo, que o “objectivo central” da criação do Campus do Mar é dotar São Vicente e Cabo Verde de recursos humanos qualificados nos vários domínios da economia azul.

Por isso, Ulisses Correia e Silva, ao discursar no acto de posse dos diferentes responsáveis do novel Campus do Mar, sediado em São Vicente, que integra a Universidade Técnica do Atlântico (UTA), o Instituto do Mar (Imar) e a Escola do Mar, referiu-se às competências e capacidades técnicas e científicas e o saber-fazer como os recursos “mais importantes e determinantes” para a implementação da Zona Económica Especial Marítima (ZEEM), na ilha.

É que, após nomear, um por um, os nove elementos que compõem os responsáveis das três unidades do Campus do Mar e mostrar-se ciente de que irão fazer “um grande trabalho”, o primeiro-ministro concretizou que a ZEEM começa a ser concretizada na sua componente “mais estruturante”, ou seja, o conhecimento, a investigação/desenvolvimento e a formação profissional.

“Com a criação do Campus do Mar estamos a dar uma orientação estratégica muito clara ao ensino superior, à investigação e à formação como impulsionadores e suportes do desenvolvimento da economia azul em Cabo Verde”, precisou Ulisses Correia e Silva.

Ademais, lembrou, com a criação do Ministério da Economia Marítima, da ZEEM, Campus do Mar e Terminal de Cruzeiros, o Governo fez uma “opção clara” por um modelo focado na vocação regional de São Vicente, assente na história económica da ilha ligada ao mar e nas oportunidades que se abrem para o futuro próximo.

Trata-se, continuou, de uma aposta na “transformação estrutural” da economia cabo-verdiana através da valorização da tradição marítima de São Vicente e dos recursos do mar, em diversos domínios como o eco turismo, a actividade portuária, os transportes, a energia, a indústria, a aquacultura, a reparação naval e o bunkering.

Na ocasião, o chefe do Governo anunciou que “brevemente” serão empossados os órgãos directivos da ZEEM, aprovados que já se encontram os estatutos da autoridade gestora, seguindo-se a atracção de “bons parceiros privados” para os investimentos capazes de posicionar Cabo Verde como uma “plataforma de referência” de serviços marítimos, tendo a ZEEM como “o grande impulsionador”.

Por fim, Ulisses Correia e Silva considerou a tomada de posse dos diversos órgãos gestores do Campus do Mar como um momento em que se “planta conhecimento” para produzir “efeitos transformadores na vida das pessoas e do País”.

No acto, realizado no Centro Oceanográfico do Mindelo, discursou ainda o presidente da Câmara Municipal de São Vicente para quem o Campus do Mar virá “enriquecer ainda mais” a história da ilha, sempre “ponteada pela sua importância” no ensino e na educação dos jovens cabo-verdianos.

Augusto Neves referiu ainda que se torna necessário continuar a mostrar que o crescimento económico e social de Cabo Verde passa “necessariamente” pelo desenvolvimento e “disseminação ampla” da ciência do mar, da tecnologia e da inovação.

Na cerimónia de hoje foram empossados Raffaella Gozelino (reitora), João do Monte Duarte e Maria Osvaldina Silva, para equipa reitoral da Universidade Técnica do Atlântico (UTA), António Fernandes, Lídia de Melo e Manuel Vicente Silva, para o conselho de administração da Escola do Mar, e Malik Lopes, Elísia da Cruz e Vito Ramos, para o conselho directivo do Instituto do Mar (Imar).

Dans la même catégorie