AIP Côte d’Ivoire-AIP/ L’ONS rassure sur le bon déroulement des travaux de la pelouse du stade de Yamoussoukro AIP Côte d’Ivoire-AIP/ Le Centre de documentation et d’information de l’OMS inaugurée AIP Eliminatoires Mondial 2022/ La Côte d’Ivoire choisit le Bénin pour accueillir ses prochaines rencontres APS LE SÉNÉGAL VEUT AUGMENTER L’APPORT DE LA FILIÈRE SALINE À SA CROISSANCE ÉCONOMIQUE GNA Corporate governance critical for Africa’s future GNA GTA expectant of significant domestic tourism growth amidst COVID-19 GNA Speaker Bagbin launches second edition of Inter Schools Public Speaking Competition GNA Cancer patients urged not to lose hope in fighting the disease GNA Education, an important measure to bridge digital gender gap AGP Axe Boké-Kolaboui : Le préfet s’implique dans la réparation des routes dégradées

São Vicente: Livro “Txon Vendido” de Tchalê Figueira apresentado hoje no Centro Cultura do Mindelo


  18 Juin      1        Books (126),

   

Mindelo, 18 Jun (Inforpress) – O livro “Txon Vendido”, do escritor e artista plástico, Tchalê Figueira, é apresentado hoje no Centro Cultura do Mindelo, sob a chancela da Editora Pedro Cardoso.
Segundo uma nota da editora enviada à Inforpress, a obra, que será apresentada por José Rodrigues, retoma a epopeia trágica das ilhas iniciada com “Solitário”, que narra o êxodo da população, em fuga à sepultura das areias do deserto.
De acordo com o mesmo documento, “o autor desvenda, em jeito de thriller político, os contornos de uma intrincada corrupção que envolve líderes políticos do país das ilhas e da União Europeia. “Com a bênção dos EUA, querem transformar o cemitério de areias num depósito nuclear internacional. Mas, a bela Kyoko faz desmoronar a trama”.
“Demasiados confiantes, os políticos não previram que alguns se deixassem ficar nas ilhas, se organizassem em guerrilha, e dominassem o exército que os procura dizimar. Um acaso do destino, e um capricho da natureza, acabam por transformar as ilhas naquilo que levaram longínquos navegadores, nelas arribados, a baptizá-las de verdes”, lê-se na nota.
Tchalê Figueira nasceu na cidade de Mindelo, São Vicente, em 1953. Aos 17 anos emigrou-se para Holanda, onde foi viver na cidade de Roterdão. Porém, permaneceu pouco tempo nessa cidade, viajando por vários países da Europa, Ásia e Américas.
Em 1974, instalou-se em Basiléia (Suíça), onde frequentou a escola de belas artes, definindo o território suíço como a base da sua evolução artística.
Regressou a Cabo Verde em 1985 e residiu entre a Cidade da Praia, onde possui um ateliê, e a cidade de Mindelo, onde abriu em Dezembro de 2014 a galeria “Ponta D’Praia”.
Tchalê Figueira possui uma vasta colecção pictórica, reconhecida em diversos países, fruto das diversas exposições concretizadas ao longo do seu percurso artístico.
Como poeta e romancista publicou “Todos os Naufrágios do Mundo” (1992), “Onde os Sentimentos se encontram” (1998), “O Azul e Luz” (2002), “Solitário” (2005), “Ptolomeu e a sua Viagem de Circum-navegação”, (2005), “Contos de Basileia” (2011), “A Viagem” (2013).
Lançou ainda “A India que todos procuramos” (2014), “Solitude Blues”, “Uma Pequena Odisseia Mindelense”, “Moro Nesta Ilha Há Mais de Cinquenta Anos & Outros Contos” (todos em 2016), “Curtos – 7 contos” (2017), “Idade Poética” (2018) e “A Viagem” (Reimpressão revista e alterada, 2019).

Dans la même catégorie