GNA Namibia Central Bank delegation calls on Bank of Ghana Governor GNA Bank of Ghana, Cyber Security Authority to deepen collaboration GNA Padua North America Association commissions six classrooms GNA MTN Y’ello Care: CEO spends time with pupils of New Asafo Basic School GNA Let’s educate girls on Sexual Reproductive Health Rights, Gender-Based Violence GNA Morocco Commended for Progress Made in Women’s Rights GNA Nsoatreman FC receives rousing welcome in Sunyani  GNA MTN FA Cup: Abdul Latif Adaare to officiate Hearts/Bechem final clash GNA Over 30 head porters undergo training courses in adolescent development GNA GIFEC Administrator concludes inspection of projects in Ashanti Region

Cinema: Ministério da Cultura financia em “mais de um milhão de escudos” o DjarFogo Internacional Festival


  8 Novembre      26        Cinema (104),

   

Cidade da Praia, 08 Nov (Inforpress) – O Ministério da Cultura vai disponibilizar o montante de um milhão e duzentos mil escudos para a primeira edição do DjarFogo Internacional Festival, uma iniciativa que o Governo considera importante para o relançamento do sector pós-pandemia.

O anúncio foi feito durante a assinatura do protocolo entre o ministro da Cultura e das Indústrias, Abraão Vicente, e o representante da Txam Film & Visual Arts,Lda, Guemysson Pires.

Na ocasião, o governante realçou a importância da participação da tutela na realização deste primeiro festival, que segundo apontou acontece em “condições excepcionais” devido a pós-pandemia.

“Estamos a relançar todos os editais do Ministério da Cultura e todo o processo de financiamento”, assinalou o ministro.

Abraão Vicente avançou que o ministério que dirige decidiu, através da Lei do Cinema e da alteração da cópia privada, que o cinema seria financiado pelo Estado, através do Núcleo Nacional de Cinema (Nunac), frisando a intenção de fazer com que os membros girem os valores que são disponibilizados para o cinema cabo-verdiano.

“Também agradecer a disponibilidade da Nunac em permitir esse financiamento excepcional, através desse protocolo, no sentido de nós também acreditarmos que esse festival pode ser uma importante alavanca numa outra região do País, que não seja Praia e São Vicente”, reforçou o ministro.

Por outro lado, sublinhou ser importante a Nunac não desperdiçar as verbas que são alocadas, sendo que até este momento, do montante disponibilizado, pouco foi utilizado.

“As verbas não disponibilizadas perdem-se no Orçamento do Estado, portanto faço um apelo para que haja um forte engajamento, um acelerar de processos para que essa verba chegue aos produtores”, acrescentou.

O protocolo de parceria entre o Nunac e o DjarFogo Internacional Festival consiste na colaboração e integração de ambos para o desenvolvimento e projecção do cinema e do audiovisual nacional.

O contrato destina-se a apoiar financeiramente nesta primeira edição a logística do evento no que toca às viagens nacionais e internacionais.

Cinema: Ministério da Cultura financia em “mais de um milhão de escudos” o DjarFogo Internacional Festival


  8 Novembre      27        Cinema (104),

   

Cidade da Praia, 08 Nov (Inforpress) – O Ministério da Cultura vai disponibilizar o montante de um milhão e duzentos mil escudos para a primeira edição do DjarFogo Internacional Festival, uma iniciativa que o Governo considera importante para o relançamento do sector pós-pandemia.

O anúncio foi feito durante a assinatura do protocolo entre o ministro da Cultura e das Indústrias, Abraão Vicente, e o representante da Txam Film & Visual Arts,Lda, Guemysson Pires.

Na ocasião, o governante realçou a importância da participação da tutela na realização deste primeiro festival, que segundo apontou acontece em “condições excepcionais” devido a pós-pandemia.

“Estamos a relançar todos os editais do Ministério da Cultura e todo o processo de financiamento”, assinalou o ministro.

Abraão Vicente avançou que o ministério que dirige decidiu, através da Lei do Cinema e da alteração da cópia privada, que o cinema seria financiado pelo Estado, através do Núcleo Nacional de Cinema (Nunac), frisando a intenção de fazer com que os membros girem os valores que são disponibilizados para o cinema cabo-verdiano.

“Também agradecer a disponibilidade da Nunac em permitir esse financiamento excepcional, através desse protocolo, no sentido de nós também acreditarmos que esse festival pode ser uma importante alavanca numa outra região do País, que não seja Praia e São Vicente”, reforçou o ministro.

Por outro lado, sublinhou ser importante a Nunac não desperdiçar as verbas que são alocadas, sendo que até este momento, do montante disponibilizado, pouco foi utilizado.

“As verbas não disponibilizadas perdem-se no Orçamento do Estado, portanto faço um apelo para que haja um forte engajamento, um acelerar de processos para que essa verba chegue aos produtores”, acrescentou.

O protocolo de parceria entre o Nunac e o DjarFogo Internacional Festival consiste na colaboração e integração de ambos para o desenvolvimento e projecção do cinema e do audiovisual nacional.

O contrato destina-se a apoiar financeiramente nesta primeira edição a logística do evento no que toca às viagens nacionais e internacionais.

Dans la même catégorie