GNA Techiman: GIFEC empowers visually impaired persons with ICT skills GNA Let’s prioritise geosciences research and data infrastructure to combat NCDs-VC GNA Techiman: GIFEC empowers visually impaired persons with ICT skills GNA NDC remains vigilant to protect the ballot in 2024 elections- Kirk Mensah GNA NPP will mainstream disability issues in their Manifesto – Committee GNA December Polls: Prioritise national peace, unity – Akrofuom DCE urges Ghanaians GNA Akan NPP Chairman to contest Parliamentary Candidate slot GNA Nkwanta South NPP parliamentary candidate donates to security services GNA Hohoe MCE nominee unanimously approved GNA Health professional must be committed to saving lives – Rev. Gyamfi

Exposição « Angola Janga » arranca esta sexta-feira


  26 Juin      24        Arts & Cultures (1937), Plastic Arts (50),

   

Luanda, 26 de Junho (ANGOP) – Uma exposição denominada « Angola Janga » inicia-se esta sexta-feira (28) e prolonga-se até 11 de Agosto próximo, em Luanda, numa iniciativa do Centro Cultural Brasil-Angola e a embaixada do Brasil acreditada em Angola.
O facto foi anunciado terça-feira (25), em conferência de imprensa, pelo embaixador do Brasil acreditado em Angola, Paulino Franco de Carvalho Neto, tendo sublinhado ser a exposição baseada num trabalho de banda desenhada de autoria do cartoonista e professor brasileiro Marcelo D’Salete.
A exposição é parte do prémio mais relevante a nível do Brasil « Jabuti 2018 », na categoria « história em quadrinhos », denominação da banda desenhada no Brasil, ganho pelo cartoonista.
« Angola Janga » ou seja « Pequena Angola » é um símbolo do Quilombo dos Palmares, principal foco de resistência à escravidão no Brasil colonial, formado em fins do século XVI, em Pernambuco.
O Quilombo dos Palmares constituiu, por mais de 100 anos, um « verdadeiro reino africano em terras brasileiras » . A data da morte de Zumbi dos Palmares (20 de Novembro) tornou-se o « Dia Nacional da Consciência Negra ».
O projecto visa fomentar o gosto pela leitura e promover a literatura em língua portuguesa, utilizando a capacidade das bandas desenhadas de contar histórias relevantes de forma lúdica e fácil compreensão ao público e em todas as idades. Por outro lado, visa também fomentar o intercâmbio entre artistas e apreciadores da « nona arte » do Brasil e de Angola.
Segundo o diplomata, a exposição « Angola Janga  » evidencia a contribuição das populações de origem africana para a formação política, económica e sociocultural do Brasil e traz uma reflexão até aos dias actuais.
Anunciou também a deslocação a Angola, na segunda quinzena de Julho próximo, do autor da exposição para participar do evento com uma série de oficinas, palestras e entrevistas.

Dans la même catégorie