MAP Africa Day: Nigeria-Morocco Gas Pipeline & Atlantic Initiative, Cornerstones of Strategic, Solidarity-Based Cooperation in Africa (Diplomat) MAP Basketball: Morocco, Gabon Set to Promote Cooperation MAP Morocco, Gabon Ink Partnership Agreement in Sports Training GNA Anloga District Football Association launches 2023-2024 Colts League GNA CAA Region II Athletics Championship: Ghana gears up for thrilling showdown in Accra GNA Laryea Kingston sends heartfelt apology to GFA over resignation brouhaha GNA GPL: Kotoko, Great Olympics match moved following closure of Baba Yara Sports Stadium GNA Former Kotoko goalie set to quit ASAS of Djibouti GNA Commey cruises on at World Olympic Qualifiers in Bangkok GNA MOYS congratulates Black Challenge for winning AAFCON

Música: Nish Wadada inicia “Summer Tour 2019” pela Europa


  3 Juin      25        Arts & Cultures (1944), Music (355), Photos (3948),

   

Cidade da Praia, 03 Jun (Inforpress) –  A cantora de reggae crioulo Nish Wadada já iniciou o seu “Summer Tour 2019” (tour de verão) pela Europa onde vai actuar em conceituados festivais de reggae em diversos países.
Segundo uma nota de imprensa enviada hoje à Inforpress, durante cerca de três meses, a artista de São Nicolau vai percorrer vários palcos da Europa, nomeadamente Espanha, Noruega, França, Itália, Portugal e Alemanha.
O tour arrancou no sábado, dia 1 de Junho, em Mallorca-Espanha, dando assim início a mais uma caminhada de Nish Wadada pelos palcos do mundo com a “Lauch Party” do maior festival reggae de Europa, Rototom Festival.
Na Europa, Nish Wadada vai aproveitar para gravar com editoras da Noruega, Espanha e Inglaterra.
Ainda, a cantora vai preparar para gravar, em Julho, o seu próximo álbum e um Extende Play (EP) com o produtor francês “Kandee”, com projecção para lançamento em meados de 2020.
Neste verão, ainda, a cantora vai lançar no mercado dois singles em formato disco de vinil, nomeadamente “Tribe of Judah” com a produtora inglesa Kai Dub, e “Voice of the Poor” com a editora Italiana, Earth Resistance Records.
A mesma nota refere que a cantora gostava de actuar mais em Cabo Verde para passar as mensagens pertinentes das suas letras.
“Acredito que o público anseia por uma certa atitude, ouvir algo cada vez mais sincero. Assim podem se identificar ao ver o artista fazendo algo com propriedade, seja no texto ou na musicalidade e sonoridade, e os festivais em Europa têm dado importância a este critério. Esperamos em breve poder tocar mais em Cabo Verde”, afirmou a cantora.
AM/ZS

Dans la même catégorie