APS COVID-19 : 138 MILLIARDS FCFA DE L’UE ET DE L’ALLEMAGNE EN APPUI AUX EFFORTS DU SÉNÉGAL APS ‘’SAHÉLIEN.NE.S 2040’’ : UN PROGRAMME DE L’AFD POUR ‘’UN SAHEL SOUHAITABLE’’ AIP COVID-19: Des acteurs du milieu éducatif outillés à la lutte contre la pandémie AIP Des associations féminines sensibilisées aux droits de la femme à Bondoukou AIP Des parents d’élèves du N’zi invités à prendre en main les cantines scolaires AIP Les nouveaux élèves de 6è et 2nde instruits sur les structures du Lycée municipal de Sikensi AIP Les contrôleurs budgétaires de l’Administration renforcent leurs connaissances sur le nouveau Code des marchés publics AIP 24 jeunes issus de l’immigration clandestine reçoivent des kits pour leur autonomisation AIP La Poste ivoirienne se rapproche des populations pour mieux les satisfaire AIP Kigali abrite le 18ème Sommet sur le Genre

Parlamento: Governo destaca Bolsa de Acesso à Cultura com grande impacto na formação dos jovens


  12 Novembre      6        Arts & Cultures (1296),

   

Cidade da Praia, 12 Nov (Inforpress) – O ministro da Cultura e das Indústrias Criativas, Abraão Vicente, destacou a importância do programa Bolsa de Acesso à Cultura, apontando grande impacto dos jovens cabo-verdianos para o futuro.
Abraão Vicente fez esta afirmação esta quarta-feira durante a sessão plenária, no período de questões ao Governo, explicando que o programa é transformador e tem o foco nos alunos e nas suas capacidades artísticas.
Conforme o governante, em 2017, foi financiado um valor de 11 milhões de escudos, com 42 escolas e 1.160 alunos beneficiados, em nove ilhas e em 16 municípios.
Em 2018, segundo avançou, foram mais de 14 milhões de escudos, financiados directamente pelo Tesouro de Cabo Verde e através de um protocolo que permitiu implementar o projecto com a Direcção-Geral do Emprego, Formação Profissional e Estágio.
“E um dos impactos maiores da criação da Bolsa de Acesso à Cultura é a criação de rendimento para os professores e escolas que a implementam”, sublinhou.
De acordo com os dados referidos pelo ministro, em 2019 o financiamento subiu para um valor que ainda permanece, ou seja, cerca de quase 24 milhões de escudos, sublinhando ainda que há um largo programa de distribuição de instrumentos musicais às escolas.
“Neste momento, para o balanço final, temos 70 escolas, 1.918 alunos bolseiros em oito ilhas e 17 municípios, portanto, um impacto profundo e um dos programas que mais marca e mais dá valor, de facto, a este mandato”, ressaltou.
O programa que foi criado em 2017, tem foco na massificação do ensino das artes dentro das comunidades e dos municípios, assim como permitir a criação de novas escolas e de novos postos de trabalho.
Tem como objectivo o apoio à criação, produção e difusão das artes, bem como a necessidade de consolidação, dinamização e desenvolvimento sustentado das actividades artísticas.
HR/CP
Inforpress/Fim

Dans la même catégorie