APS MACKY SALL GRACIE 551 PRISONNIERS À L’OCCASION DE LA KORITÉ AIP Un incendie ravage des magasins au marché central de Bonoua AIP Bédié regagne Daoukro après un an d’absence GNA Two jailed 26 years over attempted robbery GNA Care International and Mars Incorporated to empower women cocoa farmers ANP Le Gouvernement nigérien adopte sa Déclaration de Politique Générale GNA Gyamfi’s double powers Kotoko past Ebusua Dwarfs INFORPRESS Le président de la FCF défend que toutes les institutions sportives soient auditées INFORPRESS L’association syndicale de la PJ garantit qu’il y a un «sentiment d’unité» et que la classe «se sent très respectée» INFORPRESS Handball: New women’s handball coach wants Cape Verde to make history at CAN

Parlamento: Governo destaca Bolsa de Acesso à Cultura com grande impacto na formação dos jovens


  12 Novembre      11        Arts & Cultures (1598),

   

Cidade da Praia, 12 Nov (Inforpress) – O ministro da Cultura e das Indústrias Criativas, Abraão Vicente, destacou a importância do programa Bolsa de Acesso à Cultura, apontando grande impacto dos jovens cabo-verdianos para o futuro.
Abraão Vicente fez esta afirmação esta quarta-feira durante a sessão plenária, no período de questões ao Governo, explicando que o programa é transformador e tem o foco nos alunos e nas suas capacidades artísticas.
Conforme o governante, em 2017, foi financiado um valor de 11 milhões de escudos, com 42 escolas e 1.160 alunos beneficiados, em nove ilhas e em 16 municípios.
Em 2018, segundo avançou, foram mais de 14 milhões de escudos, financiados directamente pelo Tesouro de Cabo Verde e através de um protocolo que permitiu implementar o projecto com a Direcção-Geral do Emprego, Formação Profissional e Estágio.
“E um dos impactos maiores da criação da Bolsa de Acesso à Cultura é a criação de rendimento para os professores e escolas que a implementam”, sublinhou.
De acordo com os dados referidos pelo ministro, em 2019 o financiamento subiu para um valor que ainda permanece, ou seja, cerca de quase 24 milhões de escudos, sublinhando ainda que há um largo programa de distribuição de instrumentos musicais às escolas.
“Neste momento, para o balanço final, temos 70 escolas, 1.918 alunos bolseiros em oito ilhas e 17 municípios, portanto, um impacto profundo e um dos programas que mais marca e mais dá valor, de facto, a este mandato”, ressaltou.
O programa que foi criado em 2017, tem foco na massificação do ensino das artes dentro das comunidades e dos municípios, assim como permitir a criação de novas escolas e de novos postos de trabalho.
Tem como objectivo o apoio à criação, produção e difusão das artes, bem como a necessidade de consolidação, dinamização e desenvolvimento sustentado das actividades artísticas.
HR/CP
Inforpress/Fim

Dans la même catégorie