MAP L’ambassadeur de SM le Roi au Caire présente ses lettres de créance au Président égyptien MAP Kenya: huit corps retrouvés dans une décharge à Nairobi (nouveau bilan) APS AG de la FSF : le comité exécutif va proposer la date du 21 septembre (président) ANP Les leaders Arabes d’Agadez et Tahoua reçus par le Président du CNSP APS Acteurs politiques, société civile et universitaires planchent sur l’intégrité du système électoral APS Zone des Niayes : des producteurs listent les défis et proposent des solutions APS Le président Faye aborde les urgences sociales, la fiscalité, l’emploi, ses rapports avec le Premier ministre, etc APS AVC: un neurologue alerte sur les cas d’hospitalisations de sujets de plus en plus jeunes AIP La lutte contre la déforestation devrait s’inscrire dans un cadre de coopération sud-sud (Le président CESEC) MAP Niger : 22 terroristes « neutralisés » par l’armée dans l’ouest

Legislativas antecipadas/Governo e PNUD assinam quarta-feira um acordo de apoio ao processo eleitoral de 4 de Junho


  21 Mars      43        Politique (25988),

 

Bissau, 21 Mar 23 (ANG) – O Governo e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento(PNUD) assinam na, quarta-feira, (22) um acordo para apoio técnico e financeiro à realização das eleições legislativas antecipadas, marcadas para 04 de Junho, no âmbito de Projecto de Apoio aos Ciclos Eleitorais PACE (2023-2025) na Guiné-Bissau.

Segundo um comunicado à imprensa do PNUD, enviado hoje à ANG, o Projecto PACE 2023-2025 será centrado em três áreas estratégias principais, nomeadamente a Capacidade, Inclusão e Paz.
Segundo o comunicado, a estratégia de assistência eleitoral do PNUD para o ciclo eleitoral 2023-2025 baseia-se em abordagens complementares que visam capitalizar, tanto as realizações reconhecidas na organização e gestão dos processos eleitorais pelas autoridades competentes da Guiné-Bissau, assim como as lições aprendidas com assistência do ciclo eleitoral na Guiné-Bissau.

Relativamente a Capacidade, o Programa vai reforçar a capacidade e preparar a Comissão Nacional das Eleições(CNE), para administrar, eficazmente, os processos eleitorais de uma forma credível, através de apoio à aquisição e assistência técnica, com este última centrada em áreas que ajudarão a diminuir a necessidade de assistência técnica futura.

O acordo, refere o comunicado, irá contribuir para a melhoria da participação e representação das mulheres, jovens, idosos, pessoas com deficiência, populações rurais e outras populações historicamente marginalizadas através de atividades destinadas a promover a participação e a apropriação dos processos eleitorais.

Referente a Paz, o PNUD pretende reduzir as tensões e disputas relativas ao processo eleitoral através de estabelecimento de novos mecanismos, ou reforço dos mecanismos existentes, que contribuem para a prevenção e mitigação de conflitos

Dans la même catégorie