FAAPA : Fédération Atlantique des Agences de Presse Africaines
AIP Côte d’Ivoire: La ville de Bouna est de plus en plus envahie par des ordures AIP Côte d’Ivoire: Coup d’envoi du tournoi de football de la fraternité à Aby AIP Côte d’Ivoire : La mauvaise manipulation des armes peut entraîner un désastre (Expert) ANP Système d’information sur les marchés: Les prix des céréales demeurent stables au Niger MAP Marché de poisson à Téma (Grand Accra) : La pêche aux hommes, la vente aux femmes MAP Choléra au Niger: au moins vingt-deux morts GNA Ghana: Government delegation meet FIFA on Thursday GNA Ghana: Government to seek audience with FIFA STP-Press Portugal através Valle Flôr doa medicamentos a São Tomé e Príncipe STP-Press São Tomé e Príncipe relança cooperação económica com Burkina Faso e Senegal

AO diz que dados do relatório de avaliação da seca e do mau ano agrícola “estão desactualizados”


  13 Juin      12        Société (42126),

   

Cidade da Praia, 13 Jun (Inforpress) – O escritório regional da FAO em Cabo Verde esclareceu hoje que os dados do relatório que indicam que o arquipélago necessita de ajuda alimentar “estão desactualizados” e que os mesmos são projecções decorrentes da avaliação referente a 2017.

O esclarecimento vem a propósito de notícias veiculadas na comunicação social sobre o relatório da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO), que inclui Cabo Verde na lista de países em situação de emergência alimentar.
“Os números anunciados foram estimados na base da avaliação da seca e do mau ano agrícola feitas no âmbito do Comité Inter-Estados de Luta contra a Seca no Sahel (CILSS)”, refere a organização em comunicado de imprensa.
O documento esclarece ainda que os números avançam que devido a esses dados climáticos desfavoráveis, se nada fosse feito para reverter esta situação, cerca de 192 mil pessoas poderiam ficar em situação de vulnerabilidade durante o período de transição de Março a Maio de 2018.

Dans la même catégorie