MAP ONU: La résolution 2548 consacre à nouveau l’Algérie comme partie principale au différend régional sur le Sahara marocain APS ’DES MESURES FERMES’’ CONTRE LA RECRUDESCENCE DE L’ÉMIGRATION IRRÉGULIÈRE APS LA FONDATION MO IBRAHIM APPELLE AU RESPECT DE LA DIGNITÉ DES CITOYENS AFRICAINS APS A KOLDA, UNE MARCHE DE LA COMMUNAUTÉ GUINÉENNE POUR LE RESPECT DES DROITS CIVILS DANS LEUR PAYS APS « À L’AFFICHE ! » DE FRANCE 24 À LA RENCONTRE DES NOUVEAUX TALENTS SÉNÉGALAIS, LE 7 NOVEMBRE MAP Sahara: le Conseil de sécurité renouvelle pour une année le mandat de la MINURSO GNA Vegetable growers cautioned to apply prescribed agro-chemicals GNA NPP outlines post-COVID transformation agenda GNA Politics is meeting the needs of the people-Prof Opoku-Agyemang GNA STMA inspects temporal market for traders at Takoradi Market Circle

Cinema: Filme “Vitalina Varela” entre os melhores do ano eleito pela revista Esquire


  8 Septembre      9        Cinéma (161),

   

Cidade da Praia, 08 Set (Inforpress) – O Filme “Vitalina Varela”, do realizador português Pedro Costa, e cuja actriz principal é a cabo-verdiana Vitalina Varela, está entre os 10 melhores filmes do ano eleitos pela revista masculina norte-americana Esquire.

Numa lista de 40 longas-metragens divulgada pela revista Esquire, a qual a Inforpress teve acesso hoje, o filme do realizador português está na nona posição, numa selecção feita pelo escritor e crítico de cinema nova-iorquino Nick Schager, que elege as melhores obras estreadas este ano, até ao momento, no grande ecrã.

“Cada uma das imagens do director é mais arrebatadora do que a outra, e sua beleza, junto com uma paisagem sonora envolvente de camas rangendo, lençóis soprando ao vento e chuva batendo em telhados em ruínas, é encantadora”, escreveu o crítico Nick Schager.

Ainda descrevendo o filme, o crítico considerou que este filme é uma “série de quadros de tristeza apaixonada envolvendo não apenas Vitalina, mas também um padre idoso em crise espiritual e outro jovem prestes a suportar sua própria tragédia”.

“A grandeza formal do filme, sua precisão de composição e interacção pictórica de luz e escuridão, é avassaladora, assim como a presença majestosa da própria Vitalina”, ajuntou.

Ainda da lusofonia, entre os 10 melhores filmes, está o filme “Bacurau” do brasileiro Kleber Mendonça Filho, na oitava posição.

O filme “Vitalina Varela” teve estreia mundial em Agosto de 2019, no Festival de Cinema de Locarno, na Suíça, onde arrecadou os prémios Leopardo de Ouro e Leopardo de melhor interpretação feminina para a protagonista, que dá nome ao filme.

O filme, que chegou aos cinemas portugueses em Outubro de 2019, no circuito comercial, cineclubes e auditórios municipais, parte da história de uma mulher cabo-verdiana que viveu grande parte da vida à espera de ir ter com o marido, Joaquim, emigrado em Portugal.

Sabendo que ele morreu, Vitalina Varela chegou a Portugal três dias depois do funeral.

Pedro Costa conheceu Vitalina Varela quando rodava o filme anterior, “Cavalo Dinheiro”, acabando por incluir parte da história dela na narrativa e dando-lhe agora protagonismo na nova obra cinematográfica.

Em Outubro de 2019 o filme “Vitalina Varela” conquistou o “Silver Hugo”, prémio do júri do Festival de Cinema de Chicago, dos Estados Unidos da América e ainda venceu o grande prémio do Festival de Cinema de La Roche-su-Yon, em França.

Em Novembro do mesmo ano, o filme venceu os prémios de Melhor Realizador, Melhor Actor e Melhor Direcção de Fotografia, da Competição Internacional, do Festival Internacional de Cine de Mar del Plata, na Argentina.

Dans la même catégorie