AIP Côte d’Ivoire-AIP/ Législatives 2021 : Une campagne sous le signe de la solidarité pour le candidat RHDP de Divo commune AIP Côte-d’Ivoire-AIP/ Une mission de paix du ministère de l’Intérieur à Bongouanou AIP Côte d’Ivoire-AI/ Législatives 2021: Bictogo lance la campagne des candidats RHDP de Bouaké GNA Auto electrician jailed for stealing GNA Managers of PWDs debunk alleged misappropriation of funds GNA Bibiani MCE distributes PPEs to traders AIP Côte d’Ivoire- AIP/ Législative 2021 : Le député sortant relève la nécessité pour le RHDP de conserver le poste de Ouragahio AIP Côte d’Ivoire-AIP/ Les comités de veille de la cohésion sociale proposent un pacte de non-agression entre communautés du Gôh AIP Côte d’Ivoire-AIP/ Législatives 2021: La candidate de EDS appelle à un vote utile à Aboisso sous-préfecture AIP Côte d’Ivoire AIP/ Législatives 2021: La liste RHDP de Grand-Bassam officiellement présentée aux populations

Cultura/Secretário de Estado preocupado com impacto negativo da Covid-19 no setor


  23 Février      13        Arts & Cultures (1478),

   

Bissau, 23 fev 21 (ANG) – O Secretario de Estado da Cultura, Francelino Cunha, manifestou hoje a sua preocupação face ao impacto negativo da covid-19 no sector em particular na classe dos músicos e profissionais da arte na Guiné-Bissau.
Francelino Cunha, que falava aos jornalistas em reação às declarações, segunda-feira, dos responsáveis da Associação Profissional dos Músicos da Guiné-Bissau que exigem uma subvenção do Governo para fazer face às dificuldades de vida que enfrentam devido a paralisação das suas actividades, imposta pelas restrições adoptadas no quadro da luta contra a pandemia de coronavírus.
De acordo com o Secretário de Estado da Cultura, a exigência dos músicos é legítima, e nesta linha, os dirigentes desta Associação já foram contactados para uma audiência com o objetivo de se encontrar uma solução para o problema levantado, que não só lhes afeta, mas sim à todos os géneros da arte no país.

Francelino Cunha ainda disse ter sido surpreendido com as declarações pública dos músicos, acrescentando que as portas da Secretaria de Estado da Cultura estão sempre abertas, mas que estes preferiram os meios da comunicação social para expôr os seus problemas, ao invés de procurar a instituição de tutela para, em conjunto, se encontrar saídas.

Este responsável ainda exorta os músicos a terem bom senso para adequarem as exigências com a realidade do país e não comparar as subvenções feitas no setor da arte de outros países com a Guiné-Bissau.

Questionado sobre as propostas do seu gabinete para solucionar esta questão, Francelino disse que a sua instituição não dispõe de verbas para uma ação financeira imediata, mas que vai avançar com propostas depois de reunir com a referida Associação para depois entabular contactos com parceiros com vista a responder as exigências dos profissionais da arte.

A Associação Profissional dos Músicos da Guiné-Bissau anunciaram, recentemente, numa conferência de imprensa o desejo de o Governo subvencionar os artistas devido as dificuldades financeiras que enfrentam com imposição de restrições sanitárias que impedem realizações de espetáculos
e outros tipos de festas.

Dans la même catégorie