ACP L’ONG/PROFEM dénonce l’exploitation des enfants mineurs dans les petits commerces à Kasumbalesa ACP Haut-Katanga : le couloir piétonnier de Kasumbalesa atteint le pic des recettes journalières de 50 millions des F ACP Le gouvernement invité à appliquer les dispositions légales en matière minière pour le développement ACP RDC : le SNSA  et la FAO s’accordent pour le recensement général des agricultures ACP Le gouverneur Ngobila s’imprègne de l’avancement des travaux de modernisation des avenues de La Paix et Kikwit GNA Africaid WhizzKids United refurbishes Jisonayili Library and Clinic GNA Young trainees benefit from short-term skills training GNA Hopsans and friends organize blood donation GNA 25th Principal of PCE inducted into office GNA OPDAG demands review of benchmark valuation on local products

CV Telecom ainda sem previsão para recuperação dos serviços de móvel voz e SMS – responsável


  16 Juillet      4        Economie (9687),

   

Cidade da Praia, 16 Jul (Inforpress) – A CVTelecom ainda não tem uma previsão para a recuperação dos serviços de voz móvel e SMS, suspensos desde sábado, na sequência de um incêndio que provocou a paralisação de todos os serviços de telecomunicações, revelou  a empresa.

Em conferência de imprensa quarta-feira para fazer o ponto da situação, a administradora executiva, Isa Neves, explicou que os técnicos estão no terreno a trabalhar continuadamente, tendo sido já recuperados os serviços de telefone fixo, televisão, serviço de voz voip nacional e as linhas grátis 132 da Polícia Nacional e 131 dos Bombeiros.

“[A recuperação dos serviços de voz móvel e SMS] depende de uma intervenção que é muito delicada, e neste momento nós não conseguimos dizer com certeza quando é que teremos esses dois serviços recuperados”, afirmou.

Avançou que já conseguiram recuperar seis serviços e que os dois que estão em falta dependem das intervenções dos técnicos nacionais e fornecedores internacionais da empresa, sendo que são maquinas e equipamentos muito sensíveis.

“Nós temos consciência que já decorreu um tempo considerável, mas também não depende só de nós”, disse Isa Neves, que assegurou que neste momento a rede de Internet está estável, mas que tem acontecido situações de avaria pontual.

A administradora executiva adiantou ainda que a equipa comercial da CV Telecom está a trabalhar e analisar todas as possibilidades em termos de clientes prejudicados, sendo que existem diferentes situações quer a nível particular quer empresarial.

Questionado sobre um possível caso de “atentado”, Isa Neves respondeu que a investigação está na alçada das autoridades competentes e de momento não dispõe de nenhuma informação.

Na noite de sábado, 11, por volta das 20:00, a Cabo Verde Telecom foi surpreendida por um incêndio nas suas instalações, na cidade da Praia, que provocou a paralisação de todos os serviços da empresa, a nível nacional.

De igual modo, os utilizadores da rede Unitel T+ também foram afectados na mesma noite, por volta das 22:00, altura em que registou uma quebra no serviço de chamadas e Internet a nível nacional, derivado do provedor de serviços desta empresa.

Em conferência de imprensa, na segunda-feira, o presidente do conselho de administração da Cabo Verde Telecom não descartou a hipótese de mão criminosa na origem do incêndio na sala de rectificadores, tendo lembrado que a empresa tem sido alvo de atentados e vários ataques.

João Domingos Correia considerou que os prejuízos “são enormes” e com uma perda de cerca de 60 mil contos só em equipamentos.

AV/CP

Inforpress/Fim

Dans la même catégorie