ACP La deuxième vague de l’épidémie de Covid-19 se révèle plus meurtrière en Afrique qu’ailleurs, selon Africa-CDC ACP Covid-19 : l’Afrique a atteint plus de 3.310.000 cas confirmés Inforpress Fogo: Ministério da Saúde vai contratar um enfermeiro para Chã das Caldeiras – director região sanitária ACP 197 nouveaux cas confirmés de Covid-19 enregistrés au cours de la seule journée de jeudi en RDC ACP Le Président de la République Félix Tshisekedi reçoit les lettres de créance de trois ambassadeurs accrédités en RDC ACP Deux cents supporters des Léopards en route pour Yaoundé à bord d’un vol affrété par le gouvernement ACP Tenue de la Journée d’information sur la santé mentale et les droits humains Inforpress Ministro do Desporto aponta criação do IDJ como uma das “grandes reformas” institucionais do sector ACP Les acteurs de la société civile appelés à se prononcer pour la paix ACP Kigali et Kinshasa engagés à améliorer leurs relations de coopération

Ensino/“O Principal problema da Guiné-Bissau é a falta de cumprimento das leis do país”, diz Armindo Handen


  16 Décembre      16        Société (27607),

   

Bissau, 16 Dez 20 (ANG) – O conselheiro do Presidente da Assembleia Nacional Popular para área de Comunicação Social Armindo Handen considerou esta quarta-feira que a principal causa de estabilidade política e governativa da Guiné-Bissau se deve a falta de cumprimento das leis do país.

Handen falava, em exclusivo, à ANG, à margem da cerimónia de dissertações sobre reformas, saúde, comunicação social entre outros assuntos, pelos estudantes do terceiro ano de curso de Ciências Políticas e Relações Internacionais, da Universidade Lusófona da Guiné (ULG).

“Hoje estou bastante satisfeito, porque tenho a consciência de que existe a possibilidade de a Guiné-Bissau sair da situação em que se encontra, uma vez que existem jovens com vontade de vencer na vida e de lutar para um futuro melhor. Aproveito para dizer que o problema do país centra mais no incumprimento das leis e normas que podem regularizar as instituições e a sociedade no seu todo”, reafirmou Handen.

Encoraja aos jovens estudantes a continuarem empenhados nos seus estudos, de modo a poderem dar, num futuro próximo, resultados satisfatórios para o bem-estar da Guiné-Bissau e do seu povo.

Handen admite que existem possibilidades de a futura geração trabalhar, de forma rigorosa, para o respeito e cumprimento das leis do país, com o objectivo de acabar com constantes situações de instabilidades.

Por sua vez, a Presidente do Sindicato dos Jornalistas e Técnicos da Comunicação Social, Indira Correia Baldé disse que os assuntos abordados nos diferentes discursos permite perceber que os estudantes estão conscientes das suas responsabilidades para os assuntos de interesse do país

“Como jovens, têm muito para dar no que concerne ao desenvolvimento da Guiné-Bissau, ou seja, a vossa contribuição é indispensável para que a Guiné-Bissau deixe de sofrer as guerras geopolíticas. O progresso desta pátria de Cabral depende também de vocês, na qualidade de futuros cientistas políticos e diplomatas”, considerou Correia Baldé.

Emanuel Nandigna, professor da cadeira de Política e Mídias que orientou os alunos que intervieram na cerimónia manifestou a sua satisfação face a evolução que diz ter sido constatada da parte dos estudantes.

“Eu sinto que estou a construir a paz e o progresso na pátria imortal devido os conhecimentos que tenho estado a compartilhar com os outros, e isso me deixa feliz. Na verdade, aceito ser professor com principal intenção de compartilhar e aumentar o meu conhecimento, porque com os estudantes damos mais também recebemos algo em contrapartida”, referiu Nandigna.

Em nome dos estudantes de 3º ano de curso de Ciência Política e Relações Internacionais, Giminal Guilherme da Costa agradeceu a oportunidade que o professor de Política e Midias deu aos estudantes para enriquecerem os seus conhecimentos e de prepararem para enfrentar os desafios da sociedade.

O responsável da turma garantiu em nome dos colegas que vão aproveitar os conhecimentos que adquirirem para as suas actividades profissionais e pessoais de modo a fazer valer os esforços empreendidos desde primeiro momentos das aulas.

Na cerimónia foram feitas dissertações sobre justiça, Comunicação Social, Saúde, Educação, Sentido de Responsabilidade, Vantagem do Respeito, Sentimento de Amor, Reformas no Aparelho de Estado, Direitos Humanos, Igualdade de Género, entre outros.

Dans la même catégorie