GNA Television serial number exposes thief APS PÉNURIE D’EAU À LA CITÉ MALICK SY DE THIÈS, THIÈS : UN RAVITAILLEMENT PAR CITERNE ANNONCÉ AIP Côte d’Ivoire-AIP/ Présidentielle 2020 : Des motos pour la campagne des jeunes du RHDP dans le Tonkpi AIP Côte d’Ivoire-AIP/ Une opération « Abstention zéro » aux élections présidentielles lancée à Dimbokro AIP Côte d’Ivoire-AIP/ Présidentielle 2020: Les équipes de campagne du RHDP de Tiassalé et de N’douci investies AGP Gabon: Les régies financières déclenchent une grève illimitée MAP « Ce que nous vivons », un ouvrage collectif de réflexion autour du Covid-19 MAP Le Burkina Faso réaffirme son soutien à l’initiative d’autonomie au Sahara MAP Sahara: la Jordanie réitère son soutien à l’initiative d’autonomie dans le cadre de l’intégrité territoriale du Maroc MAP La famille de la Résistance à Guelmim condamne les manœuvres des ennemies de l’intégrité territoriale

Federação Internacional de Natação contempla Erica Soares com bolsa de estudos


  2 Octobre      15        Sport (4345),

   

Cidade da Praia, 02 Out (Inforpress) – A nadadora internacional cabo-verdiana Érica Soares, que se encontra a frequentar estudos superiores no Senegal, foi contemplada com uma bolsa da Federação Internacional de Natação.
A informação foi confirmada pelo presidente da Federação Cabo-verdiana de Natação (Fecan), Avelino Bonifácio, na sua página na rede social Facebook, garantindo que a entidade internacional aprovou o pedido de bolsa, submetido há alguns meses.
“Foram meses de espera, com muita expectativa e ansiedade, mas que valeu a pena. Assim, a bolsa ora atribuída pela Federação Internacional de Natação, a pedido da Federação Cabo-verdiana de Natação, cobre todas as despesas de formação da Érica Soares no Senegal por um período de um ano”, escreveu Avelino Bonifácio.
Por outro lado, esclareceu que a Fecan só teve conhecimento da decisão da Érica Soares em iniciar a sua formação no Senegal depois de ela já lá estar, “pese embora uma certa notícia posta recentemente a circular, dando ideia de que ela enfrenta dificuldades por abandono”.
“Apesar da impossibilidade formal, nos termos da Lei de Financiamento do Desporto, da Fecan formalizar um pedido de bolsa ao Governo a seu favor, estivemos sempre empenhados em encontrar um apoio para ela”, explicou.
Em Setembro do ano passado, Érica Soares completou, num tempo de cerca de seis horas e meia o trajecto, em mar aberto, de Quebra Canela (Praia) à Cidade Velha (12 quilómetros), um percurso inédito na história da modalidade em Cabo Verde.
Na altura, o objectivo era precisamente conseguir apoio para continuar a treinar e formar-se em Educação Física, bem como reivindicar mais atenção para a modalidade.
Érica Soares competiu pela primeira vez na natação na prova de São Silvestre no Tarrafal e representou Cabo Verde nos primeiros Jogos Africanos de Praia, evento que decorreu no ano passado, na ilha do Sal.

Dans la même catégorie