AIP Les élèves du lycée moderne d’Agnibilékrou appelés à plus de discipline et de responsabilité INFORPRESS São Vicente: Jovem esteticista incentiva mulheres a cuidarem da saúde das suas unhas AIP Législatives 2021: Le candidat EDS de la commune envisage l’installation d’un bureau du député à Adzopé GNA Futebol/Santiago Norte: Esperança e Varandinha continuam a dividir liderança do campeonato GNA Legislativas: PP perspectiva apresentar candidaturas nos círculos eleitorais do Sal e Fogo GNA Veep and wife take jabs of Coronavirus vaccine GNA Kwahu Afram Plains North D/A donates Furniture to District Education Office AIP Législatives 2021: Cissé Bacongo conseille la vigilance dans le choix des députés à Koumassi AIP Législatives 2021: Le préfet de Tengrela appelle à une campagne sans incident INFORPRESS Mil pessoas vão ser contempladas com projecto “Midjora nha vida” da Fundação Smart City

Fogo: Associação Projecto Vitó prepara produção de dez mil plantas endémicas


  8 Février      10        Société (29297),

   

São Filipe, 08 Fev (Inforpress) – A associação de conservação e uso sustentável dos recursos, Projecto Vitó, em parceria com associação de Montado Nacional de Cabeça Fundão, começou a preparar a produção de dez mil plantas endémicas para a campanha de reflorestação.
O director executivo do Projecto Vitó, Herculano Dinis, disse à Inforpress que a produção de plantas endémicas para a campanha de reflorestação enquadra-se no projecto “melhorar o conhecimento pela conservação das espécies da flora ameaçadas de extinção” nas ilhas do Fogo e Brava, financiado pelo Fundo de Parceria para Ecossistemas Críticos (CEPF).
Neste momento está-se na fase de recolha de sementes e preparação do viveiro na localidade de Achada Furna para a produção das plantas, que serão afixadas nas áreas degradadas do Parque Natural do Fogo (PNF).
No ano passado a associação produziu cinco mil plantas, que foram afixadas, e este ano a previsão é para o dobro, dez mil plantas endémicas como língua de vaca (Echium vulcanorum), fruncho (Tornabenea bischofii), cravo-brabo (Erysimum caboverdeanum) e dragoeiro (Dracaena draco), que serão afixadas após a queda de chuvas.
O projecto, segundo o director executivo, foi alargado para mais um ano.

Dans la même catégorie