MAP Le Maroc parmi les 10 premiers pays qui ont réussi le défi de la vaccination contre la Covid-19 (OMS) AIP Côte d’Ivoire-AIP/ Législatives 2021: Des affiches des candidats déchirées à Bocanda AIP Côte d’Ivoire-AIP/ Législatives 2021: Adama Bictogo appelle à voter pour le candidat désigné par le RHDP à Aboisso sous-préfecture AIP Côte d’Ivoire-AIP/ 356 nouveaux cas de COVID-19 notifiés le 3 mars 2021 (Ministère) AIP Côte d’Ivoire-AIP/ Législatives 2021: Le préfet de Bocanda invite les candidats à œuvrer pour la paix pendant la campagne AIP Côte d’Ivoire-AIP/ Au total 2 000 ménages vulnérables bénéficient de kits alimentaires et sanitaires à Abidjan AIP Côte d’Ivoire-AIP/ Législatives 2021: Le candidat RHDP de Tagadi et Sorobango veut continuer de soutenir les actions de développement du Gouvernement AIP Côte d’Ivoire-AIP/ Législatives 2021: Le candidat du PDCI compte défendre les intérêts de la population de Bonon APS MACKY SALL ANNONCE 8 MILLIONS DE DOSES POUR LA VACCINATION DE 4 MILLIONS DE PERSONNES APS LE PRÉSIDENT SALL PRÔNE LA FINALISATION DE LA STRATÉGIE NATIONALE DE PROTECTION CIVILE

Governo aprova plano de vacinação contra Covid-19 para imunizar 60% da população até 2023


  19 Février      12        Politique (15548),

   

Cidade da Praia, 19 Fev (Inforpress) – O Governo aprovou o Plano Nacional de Introdução e Vacinação contra a COVID-19, orçado em 2 454 504 dólares e que pretende vacinar até 2023 um total de 60% da população.
A vacinação, que será gratuita para todos, segundo a Resolução nº 18/2021 publicado no BO nº19 de 18 de Fevereiro, tem como objectivo imunizar os cabo-verdianos da doença.
Segundo o documento, o Ministério da Saúde e Segurança Social, através do COVAX Facility , fará a aquisição de todas as vacinas contra a COVID-19 com “reconhecidas eficácia e segurança”, aprovadas segundo a autorização temporária de uso emergencial da OMS (EUL).
De acordo com o documento publicado esta quinta-feira, são priorizados na primeira fase profissionais de saúde, pessoas com doenças crónicas (hipertensão arterial, diabetes), população com e mais de 60 anos, profissionais hoteleiros e ligados ao turismo, profissionais dos pontos de entrada (aeroportos e portos internacionais), professores e pessoal de apoio nas escolas, Polícia Nacional, Forças Armadas e Serviço Nacional de Protecção Civil e Bombeiros.
Para o efeito, indica o B.O, será necessária a aquisição de 267.293 doses para se poder vacinar toda a população alvo acima mencionada, no total 111.372 pessoas.
“Numa primeira vaga serão vacinados todos os profissionais de saúde, com o objectivo de manter e proteger a força de trabalho e serviços essenciais de saúde”, refere o documento, que indica ainda que o País vai adaptar a estratégica de postos fixos, próximos da população-alvo, para reduzir o tempo de deslocação, minimizar custos e garantir a logística.
Os postos de vacinação, sublinha-se no documento, que entrou em vigor após a sua publicação, serão constituídos pelas estruturas de saúde, nomeadamente, centros de saúde, postos sanitários, hospitais, e outros, sendo que todos os postos de vacinação terão um kit de emergência.
Na primeira fase, de acordo com a população, pretende-se vacinar 4.272 profissionais de saúde, com uma média de 8.544 vacinas, 24.500 doentes crónicos (hipertensão arterial e diabetes) com 49 mil doses de vacina, 40 mil população com e mais de 60 anos com 80 mil doses, 11.280 profissionais hoteleiros e ligados ao turismo com 22.560 e 1.500 profissionais dos pontos de entrada internacionais (aeroportos e portos) com 3 mil doses de vacina.
PC/JM V
Inforpress/Fim

Dans la même catégorie