AGP Gabon/Education nationale: Le Sena demande plus de lisibilité sur les dossiers déjà régularisés AGP Gabon: Liliane Massala présente ses lettres de Cabinet à Louise Mushikiwabo ACP Présentation du dictionnaire essentiel des infractions environnementales en droit congolais Inforpress Porto Novo: Obras da estrada de acesso às Marcelas prevista para os próximos dias – promotores ACP Plus de 39 millions de doses de vaccins avaient été administrées dans 49 États riches, selon l’OMS ACP La deuxième vague de l’épidémie de Covid-19 se révèle plus meurtrière en Afrique qu’ailleurs, selon Africa-CDC ACP Covid-19 : l’Afrique a atteint plus de 3.310.000 cas confirmés Inforpress Fogo: Ministério da Saúde vai contratar um enfermeiro para Chã das Caldeiras – director região sanitária ACP 197 nouveaux cas confirmés de Covid-19 enregistrés au cours de la seule journée de jeudi en RDC ACP Le Président de la République Félix Tshisekedi reçoit les lettres de créance de trois ambassadeurs accrédités en RDC

Governo isenta pagamento de taxa de acesso ao Cais da Praia para pescadores e peixeiras


  15 Décembre      21        Société (27612),

   

Praia, 15 Dez (Inforpress) – O ministro da Economia Marítima, Paulo Veiga, anunciou hoje que o Governo vai isentar o pagamento da taxa de acesso ao Cais da Praia para pescadores e peixeiras, medida que começa a vigorar a partir de Janeiro de 2021.
O anúncio foi feito à imprensa, à margem de um encontro que o governante realizou com tratadores de peixe da Cidade da Praia, no âmbito de um conjunto de encontros que tem realizado para se inteirar melhor do funcionamento do sector.
Conforme apontou Paulo Veiga, o executivo isentou esta taxa, tendo em conta a pandemia e sabendo que as peixeiras e os pescadores têm solicitado esse apoio para poderem aumentar suas receitas.
“O Governo já assumiu junto com a empresa que faz a gestão do caís para subsidiar esse acesso”, disse, sustentando ser importante pagar porque o espaço tem custo de manutenção e funcionamento que é preciso ser coberto.
Na ocasião, o governante atestou que esses encontros nas comunidades piscatórias, são para, primeiramente, se inteirar das medidas que o Governo tomou tendo em conta a situação da covid-19, os impactos que tem tido e como se pode melhorar o cenário.
Por outro lado, afiançou, está-se a promover uma formação não só para melhorar as condições higiénicas, mas também em como tratar o peixe e outras formas de adicionar valor ao pescado.
Para o próximo ano, a nível do sector, Paulo Veiga frisou que o executivo tem também projectos, nomeadamente adicionar frio às diversas comunidades, a nível nacional, o melhoramento das embarcações, motorização das embarcações artesanais e as embarcações semi-industriais melhorar ainda mais.
“Para além de continuarmos com a política da segurança do homem no mar, vamos dotar todos os pescadores a nível nacional, com coletes e materiais de protecção para poderem sentir mais seguros, exercer a sua actividade em melhores condições, com vista a profissionalização do sector”, salientou.
Esses encontros tiveram início em Janeiro de 2020, no interior de Santiago, mais precisamente em Calheta, de São Miguel, no mês de Fevereiro na ilha do Fogo, início de Março em Rincão, Santa Catarina, Santiago.

Dans la même catégorie