MAP La BAD et Inwi scellent un partenariat pour soutenir les start-up innovantes MAP Remise du prix Brahim Akhiat pour la diversité culturelle dans sa 2ème édition MAP M. El Malki se félicite du cheminement de la coopération avec le FOPREL MAP Une association marocaine lauréate du Prix Prince Mohamed Ben Fahd pour la meilleure action caritative MAP Le Maroc, pionnier dans la lutte contre la pandémie du coronavirus (Nabil Benabdallah) MAP Groupe de soutien à l’intégrité territoriale du Maroc à Genève: plein appui à la souveraineté du Royaume sur son Sahara MAP Marrakech : Immersion dans l’univers artistique d’Isabel Alonso Vega et Bence Magyarlaki MAP Covid-19: le HCR et la JICA mettent en place un projet de 275.000 dollars en faveur des réfugiés résidant au Maroc MAP L’artiste-plasticien Abderrahim El Hassani expose ses œuvres à Fès AGP Boké/société: Le siège de la préfecture, nouvelle cible des voleurs de motos

Julgamento Amadeu Oliveira: Arguido é expulso e defesa abandona sala de audiência


  23 Février      23        Société (29244),

   

Cidade da Praia, 23 Fev (Inforpress) – O início do segundo dia de julgamento do advogado Amadeu Oliveira ficou marcado pela expulsão do arguido e abandono da sala por parte da defesa.
Em causa está um pedido de recurso ao requerimento para a suspensão do julgamento feito esta segunda feira porque a defesa e o próprio arguido consideram que a juíza Ivanilda Varela não tem condições para julgar esse caso.
Para além da questão da competência do quarto juízo crime, a defesa alega agora que a juíza tem processo de averiguação no Conselho Superior da Magistratura Judicial por violação de processo.
A defesa manifestou a intenção de fazer esse recurso logo na sua primeira intervenção, mas a juíza entendeu por bem passar a palavra ao assistente, o que desagradou o arguido Amadeu Oliveira que protestou por várias vezes e acabou expulso da sala.Perante a insistência da juíza de só voltar a dar a palavra à defesa para efeito de recurso depois de ouvir o assistente, os advogados de Amadeu Oliveira abandonaram a sala por considerarem que não há condições para prosseguir com o julgamento.
Na sequência o arguido foi retornado à sala de audiência onde a juíza Ivanilda Varela o questionou se queria mudar de advogados, este respondeu que ele quer é mudar de juíza e não continuar a ser julgado por uma juíza suspeita.
Devido ao barulho que se fez sentir na sala, a juíza ordenou a retirada de todos os assistentes e se encontra reunido com a defesa, os assistentes e o arguido.
O advogado Amadeu Oliveira é acusado de 14 crimes de ofensa e injúria contra os juízes do Supremo Tribunal de Justiça, Benfeito Mosso Ramos e Fátima Coronel.

Dans la même catégorie