GNA PNC poised to giving Ghana a new look GNA Media have a crucial role in election 2020 – GJA President AGP Gabon: L’Institut Français du Gabon rouvre ses portes au public AGP Gabon/Justice: Les séminaristes édifiés sur le nouveau Code civil gabonais APS CANCERS DU COL DE L’UTÉRUS ET DU SEIN : 90% DES FILLES VACCINÉES À KAFFRINE APS HUIT NOUVEAUX CAS DE COVID-19 AGP Gabon: Délibération du BEPC et CEP à partir de ce dimanche 25 octobre AIP Côte d’Ivoire-AIP/ COVID-19: Don d’une Fondation à des structures du ministère en charge de la Santé AIP Côte d’Ivoire-AIP/ Présidentielle 2020: Des postes téléviseurs et décodeurs offerts aux chefs de village du secteur Sud de Niakara AIP Côte d’Ivoire-AIP/ Présidentielle 2020: Reprise des activités économiques à M’Bahiakro suite au couvre-feu

Política/Juventude Africana Amílcar Cabral reitera votos de confiança ao líder do PAIGC Domingos Simões Pereira


  14 Octobre      15        Politique (12193),

   

Bissau, 14 Out 20 (ANG) – A Juventude Africana Amílcar Cabral (JAAC), reiteirou hoje os seus votos de confiança ao líder de Partido Africano de Independência de Guiné e Cabo Verde (PAIGC), Domingos Simões Pereira.

Em conferência de imprensa, o Porta-voz do Secretariado Nacional do Conselho Central de JAAC, Ussumane Camará disse que aquela organização-braço juvenil do PAIGC, só se abdica  de apoiar  Domingos Simões Pereira enquanto presidente do partido, no dia em que este é eleito Presidente da República da Guiné-Bissau ou no dia em que ele desaparecer fisicamente.

Sustentou  que o Presidente do PAIGC é um líder enraizado na inegociabilidade do império legal e na solidificação da disciplina partidária,  por um partido cada vez mais coeso e à  altura dos desafios democráticos.

Ussumane Camará acrescentou por outro lado que a JAAC convoca ao povo guineense para mais uma luta pela causa nacional, que é pôr  cobro à injustiça sobre justiça, a falta de liberdade de expressão e a humilhação.

“Renovamos a nossa moção de solidariedade para com o ex- Primeiro-ministro Aristides Gomes, sob tortura psicológica e situação de debilidade sanitária, e que se encontra privado dos seus direitos de assistência médica e medicamentosa, pelo actual regime”, declarou o Porta-voz.

 “Apelamos as organizações da Sociedade Civil em todo o território nacional, comprometidas com a causa da nossa independência, para se juntarem a nós, no sentido de juntos lutarmos para que o país não caia no abismo”, disse Ussumane Camará.

Ussumane Camará exorta   ao Procurador-geral da República Fernando Gomes,  que não foi confiado o poder somente para cumprir agenda político mas que   está lá ao serviço de todos os guineenses.

Dans la même catégorie