GNA « It is in our collective interest to take the COVID-19 vaccine » – Veep GNA Election Petition: Peace Council appeals for peace after Supreme Court’s judgement GNA Ablekuma Central sensitises residents on Covid-19 GNA Agyeman-Manu: internationally-acclaimed, experienced, astute grassroot politician ANG as da junta militar esmagam manifestações provocando mortes em várias cidades ANG Um ano de exercício presidencial/ PR promete desenclavamento da Guiné-Bissau ANG OMC/Nigeriana Ngozi Okonjo-iweala assume hoje liderança da organização ANG Infraestrutura rodoviária/ Presidente da Republica instrui ministro das Obras Públicas a concluir reabilitação da Rua Boé ANG Covid-19/Alto Comissariado beneficia de nove ambulâncias para transportes de doentes da pandemia AIB Promotion immobilière, réconciliation et  insécurité  en couverture des quotidiens burkinabè

Preços da oferta turística em Cabo Verde caem 7,1 p.p. e situam-se em -8% no último trimestre de 2020


  21 Janvier      18        Société (29310),

   

Cidade da Praia, 21 Jan (Inforpress) – Os preços da oferta turística em Cabo Verde situaram-se em -8% no último trimestre de 2020, inferior em 7,1 pontos percentuais (p.p.) face ao valor registado no trimestre anterior, conforme dados do Instituto Nacional de Estatística (INE).
De acordo com o índice dos preços turístico (IPT), os preços diminuíram em termos homólogos, 8,0%, no quarto trimestre de 2020.
A classe dos hotéis, cafés e restaurantes apresentou uma variação homóloga de -8,1%, inferior em 7,2 p.p. ao verificado no trimestre anterior, sendo que a variação correspondeu a uma contribuição de -8,0 p.p. para a variação do IPT total.
“A componente do alojamento, que corresponde a 67,8% da despesa turística com especial destaque para as pensões que correspondendo a 64,5% da despesa turística total, registaram uma contribuição negativa (-0,01 p.p.) de sinal idêntico à do trimestre anterior, mas de menor intensidade (0,004 p.p.)”, refere o documento.
A mesma fonte adianta que a restauração, cujo peso representa cerca de 31,1% da despesa turística, apresentou uma contribuição negativa (-0,67 p.p.) ligeiramente mais fraca (-0,21 p.p.) que a do trimestre anterior.
O documento do INE adianta ainda que o movimento dos preços das dormidas em hotéis (com uma contribuição de 7,2 p.p.) e dos aldeamentos turísticos, uma menor contribuição negativa de -0,08 p.p. foram completamente determinantes para este comportamento do IPT total.
Apenas a componente cafés, bares e similares apresentou contribuição de sentido oposto à das restantes (0,001 p.p.).
No que se refere à variação trimestral, os dados do INE mostram que a taxa foi de -6,2%, inferior em 5,0 p.p à registada no trimestre anterior em que situou em -1,2% resultados da consequência de movimentos sazonais de natureza mensal, com particular incidência na componente do alojamento.
“Contrariamente ao trimestre anterior os dados mostram uma quebra dos preços dos serviços de alojamento, designadamente nos serviços prestados por hotéis verificou-se uma diminuição dos preços na ordem dos 9,1% e nos aldeamentos turísticos que foi 4,1%, hotel-apartamento de 0,9%, nas pensões (-0,6%) e as residenciais (-0,4%)”, refere o documento indicando que nos restantes serviços turísticos registaram-se variações nulas face ao trimestre anterior
O INE concluiu que no ano de 2020 os preços dos serviços turísticos apresentaram uma taxa de variação de -3,0% face ao ano anterior que corresponde a uma diminuição do nível médio de preços destes serviços face a 2019.
A nível das ilhas, quase todas apresentaram variações trimestrais de sinal negativo. No Sal houve uma queda de 6,1%, na Boa Vista de 1,6%, em Santo Antão de 0.2% e em São Vicente de 0,1%, que determinaram fortemente o movimento do IPT nacional.

Dans la même catégorie