MAP Africa Day: Nigeria-Morocco Gas Pipeline & Atlantic Initiative, Cornerstones of Strategic, Solidarity-Based Cooperation in Africa (Diplomat) MAP Basketball: Morocco, Gabon Set to Promote Cooperation MAP Morocco, Gabon Ink Partnership Agreement in Sports Training GNA Anloga District Football Association launches 2023-2024 Colts League GNA CAA Region II Athletics Championship: Ghana gears up for thrilling showdown in Accra GNA Laryea Kingston sends heartfelt apology to GFA over resignation brouhaha GNA GPL: Kotoko, Great Olympics match moved following closure of Baba Yara Sports Stadium GNA Former Kotoko goalie set to quit ASAS of Djibouti GNA Commey cruises on at World Olympic Qualifiers in Bangkok GNA MOYS congratulates Black Challenge for winning AAFCON

Música cabo-verdiana através da morna ganha forma de contagiar o mundo – Solange Cesarovna


  13 Décembre      114        Arts & Cultures (1944), Music (355), Photos (3948),

   

Ciudade da Praia– A cantora Solange Cesarovna considerou esta quarta-feira, na Cidade da Praia, que a classificação da morna a Património Imaterial da Humanidade “veio confirmar que a música cabo-verdiana, através da morna, ganha forma de contagiar o mundo”.
Solange Cesarovna define a morna como o que de mais sagrado há em Cabo Verde por ser o género que conta a história da cabo-verdianidade, que une os cabo-verdianos além fronteira e partilha a verdade crioula com os povos irmãos, pelo que disse receber a classificação com uma satisfação incomensurável.
“Nós sempre acreditamos que a morna tem todos os atributos para ser o património do Mundo. Esta consagração é a confirmação disto e paralelamente uma oportunidade que se cria para Cabo Verde ser conhecido no mundo”, elucidou convicta de que a promoção do país além-fronteira é quase indissociável à promoção da morna.
A cantora acredita que o reconhecimento da morna junto da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO) terá reflexos, a nível de alcance, para os autores e interpretes de morna porque “passa a ser muito mais apropriado aos produtores musicais conseguirem multiplicar os concertos além-fronteira e em Cabo Verde com a morna no centro das atenções”.
Também presidente da Sociedade Cabo-verdiana de Música (SCM), Cesarovna disse que Cabo Verde conseguiu atingir, através da música, a sua expressão maior de contar a história do cabo-verdiano, pelo que felicitou a “todos os autores, compositores, intérpretes, amantes da morna e o povo cabo-verdiano que abraça a morna e que apoiou esta candidatura”.
“É a nossa expressão musical a conseguir colocar Cabo Verde numa dimensão que ultrapassa a nossa pequenez geográfica e que consegue dar a dimensão mundial a este país através deste género musical que, a partir de agora passa a ser o maior embaixador de Cabo Verde além-fronteiras”, finalizou Solange Cesarovna.
Esta tarde a Morna foi oficialmente classificada como Património Cultural Imaterial da Humanidade, pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), com a aprovação do dossiê, em Bogotá (Colômbia) durante a reunião do Comité Intergovernamental para a Salvaguarda do Património Cultural Imaterial.
A dossiê da candidatura da morna passou sem nenhuma objecção dos 24 países presentes na 14ª reunião do Comité Intergovernamental para a Salvaguarda do Património Cultural Imaterial.

Dans la même catégorie