AIP Le maire d’Aboisso pour l’implication des populations dans la gestion de la commune AIP Des équipements et des vivres à une pouponnière de Soubré AIP Série d’incendies « mystérieux » de domiciles à Latokaha MAP Mali : Le SG de l’ONU condamne une attaque contre les Casques bleus MAP Des plasticiens marocains et africains participent à une exposition d’art collective APS L’EXPOSITION DES ŒUVRES DE LÉONARD DE VINCI S’INSCRIT DANS ‘’LA PROMOTION DE LA DIVERSITÉ’’ (PR HAMADY BOCOUM) APS UGB : LES ÉTUDIANTS ENTAMENT UNE OPÉRATION D’EMBELLISSEMENT DU CAMPUS DE SANAR GNA Reopening of schools: Booksellers bemoan low patronage of products APS LIGUE 1 : LES ‘’AFRICAINS’’ TEUNGUETH FC ET JARAAF CONFIRMENT GNA GLOWA schools twenty adolescent girls, five patrons in leadership roles.

Com estagnação em 2020, EHTCV planeia “salto qualitativo” em 2021 com formação à distância


  7 Janvier      14        Education (4083),

   

Cidade da Praia, 07 (Inforpress) – O presidente do conselho de administração da EHTCV qualificou 2020 como um ano “diferente”, por ter estagnado o crescimento, e augurou um 2021 de “sucessos” para o salto qualitativo que se quer com a implementação da formação à distância.
Segundo Sérgio Sequeira, que falava à Inforpress, para fazer balanço do ano 2020 e as perspectivas para 2021, a Escola de Hotelaria e Turismo de Cabo Verde (EHTCV), conseguiu em 2019, antes da pandemia, formar um bom número de jovens com competências técnicas nas áreas da operação hoteleira, turística e da restauração.
“O ano 2020 foi um ano totalmente diferente dos outros anos, em que vínhamos a crescer e a criar bases para dar um salto a nível da formação profissional no sector da hotelaria e turismo, e em que o crescimento e a demanda da mão-de-obra qualificada e certificada eram cada vez maiores”, disse.
Em jeito de retrospectiva, Sérgio Sequeira afirmou que em 2019 a EHTCV, por ter conseguido formar um bom número de jovens, planejou para 2020 várias acções de formação e um leque de capacitações e formações contínuas que, entretanto, devido a pandemia teve de ser reestruturado para se criar novas metas.
Mesmo assim, realçou aquele responsável, em 2020 foi possível formar um total de 715 pessoas, dos quais um número elevado de guias, nas ilhas de Santiago, Sal e Boa Vista.
Além disso, afirmou que foram trabalhadas outras áreas, como formação de coaching para entidades de turismo nas ilhas de Santo Antão e São Nicolau, e formação para taxistas promovida pelo Ministério do Turismo e Transportes.
“O ano 2020 permitiu-nos trabalhar mais dentro de casa, formando os nossos colaboradores com acções a nível de higiene e segurança no trabalho, higiene e segurança alimentar, áreas que, neste momento, com Covid-19, tornaram-se essenciais para que quem trabalhe no sector possa transmitir confiança”, explicou.
Segundo o PCA da EHTCV, o estabelecimento de ensino deu continuidade em 2020 a um projecto triangular, financiado pelo Luxemburgo, com São Tomé e Príncipe, participou em projectos sociais com a Cruz Vermelha de Cabo Verde (CVCV), distribuindo refeições quentes a 100 idosos, durante três meses.
“Terminamos o nosso projecto em 2020, com cedência do espaço para transformação do hospital de Covid-19, mas em Setembro iniciamos uma formação em pastelaria, cozinha e restaurante”, ajuntou.
Perante as adversidades do ano transacto, Sérgio Sequeira realçou que a EHTCV planeou para 2021 algumas actividades de formação inicial, assim como dar continuidade à formação iniciada por jovens de outras ilhas no estabelecimento de ensino.
Lembrou que no ano passado, cerca de 200 jovens de outras ilhas do País estiveram na EHTCV para formar, mas tiveram que regressar ao destino devido à Covid-19.

“Além destes, temos um leque de actividades formativas que contamos implementar em 2021, com destaque para algumas formações ligadas ao sector do turismo, nas ilhas, e investir na área de animação turística”, confirmou.
Dos projectos planeados para este ano, Sérgio Sequeira focou na formação à distância que a EHTCV pretende incorporar na sua plataforma e que possa servir para dar resposta às necessidades do sector privado.
A formação que, no seu ponto de vista, vai ajudar a EHTCV a dar um “salto qualitativo” e a implementar a formação à distância, vai ser direccionada a gestores e directores de hotéis em Cabo Verde.
A formação, que está a ser implementada com a parceria da Associação dos Directores de Hotéis de Portugal, será 100% online e com direito a uma certificação reconhecida a nível europeu, segundo a responsável.

Dans la même catégorie