AIP Côte d’Ivoire-AIP/ Les services des eaux et forêts en campagne contre les feux de brousse dans le Poro AIP Côte d’Ivoire-AIP/Inter/ Football: Le Maroc abritera la CAN féminine 2022 AGP Guinée-Politique : Démission officielle du Gouvernement de Dr Ibrahima Kassory Fofana ANGOP MUNDIAL|ANDEBOL: ANGOLA PERDE DIANTE DO QATAR NA ESTREIA GNA Speaker Bagbin condemns unruly parliamentary behaviour APS SÉDHIOU : 42 KILOS DE CHANVRE INDIEN SAISIS À BALMADOU (POLICE) GNA WACCE to empower women against violent extremism GNA NGO supports flood victims in the Upper East Region GNA FDA declares zero tolerance for unregistered products GNA High Court remands man who stabs 19-year-old to death

Desporto/Embaixadora da União Europeia em Bissau apadrinha seleção de futebol da Guiné-Bissau


  10 Décembre      16        Sport (4929),

   

Bissau, 10 dez 20 (ANG) – A embaixadora da União Europeia na Guiné-Bissau, Sónia Neto, aceitou quarta-feira ser madrinha da seleção nacional de futebol guineense, « Djurtus », e desejou que os jogadores representem a « unidade a partir da diversidade, na estabilidade e na solidariedade ».
« A vossa força não se resume somente às vitórias, mas sobretudo ao que cada um de vocês representa para a Guiné-Bissau e para os jovens guineenses, residentes aqui e além-fronteiras », afirmou Sónia Neto.
A embaixadora falava numa curta cerimónia na Embaixada da União Europeia em Bissau, que contou com a presença da seleção de sub-20 masculina e da seleção feminina de futebol da Guiné-Bissau.

« O lema da União Europeia é ‘Unidade na Diversidade’, o qual não podia estar mais em harmonia com o que caracteriza os guineenses e o que os ‘Djurtus’ representam: a vossa resiliência em preservar e continuamente renovar o sentido de unidade nacional na vossa adversidade indo para além das divisões partidárias, política, sociais, económicas, culturais e também étnicas », disse.

Nesse sentido, a embaixadora desejou que os « Djurtus » « continuem a ser embaixadores exemplares da esperança e da paz no continente africano, com o poder criar o laço de aspirações comuns e a unidade a partir da diversidade, na estabilidade e na solidariedade ».

Para Sónia Neto, é a história que cada um dos jogadores tem para contar, a sua determinação e espírito de sacrifício e de competição que « será motivo de inspiração e de encorajamento para que todos os guineenses se tornem protagonistas do mesmo jogo, no campo e na vida ».

A embaixadora desafiou também os jogadores da seleção nacional a « vestir a camisola » dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030 e a promovê-los « dentro e fora do campo ».

O presidente da Federação de Futebol da Guiné-Bissau, Carlos Teixeira, afirmou que o futebol é o « desporto mais popular » da Guiné-Bissau e um « catalisador da coesão e unidade nacional » e que pretende trabalhar para que aquele desporto seja um fator de « unidade nacional, da paz e do próprio desenvolvimento do país ».
A cerimónia, que contou também com a presença do cônsul de Portugal em Bissau, José Costa, do embaixador espanhol, Marcos Cantero, e do selecionador nacional guineense, Baciro Candé, terminou com uns chutos na bola

Dans la même catégorie