AIP Point de la situation de la COVID-19 au 04 octobre 2022 ANP Présentation devant le parlement du projet de loi de Finances pour l’année budgétaire 2023 AIP Covid 19 : 10 630 enfants de 12 à 17 ans visés par la campagne d’intensification de la vaccination à Bondoukou ANG Política/Ex. Presidente da República Raimundo Pereira defende uma solução política no “caso Bolom Conté” com o PAIGC AIP Campagne café-cacao 2022-2023 : Un effort de 140 milliards de FCFA de l’Etat au profit des producteurs ANG Finanças/Governo francês apoia execução do Orçamento Geral do Estado de 2022 AIP Le Sénat ivoirien a participé à la 9ème réunion de concertation de l’ASSECAA MAP Africa50 conclut un accord pour investir dans le groupe Holged AIP Les planteurs d’hévéa de Taï déplorent le “prix dérisoire” proposé par les acheteurs de latex MAP RDC: au moins 10 morts et 20 disparus dans une attaque des rebelles ADF

Santo Antão: Empresas de transporte turístico e rent-a-car em “situação cada vez mais difícil”, dizem operadores


  21 Juillet      29        Economie (12871),

   

Porto Novo, 21 Jul (Inforpress) – As empresas de transporte turístico e de rent-a-car em Santo Antão enfrentam uma “situação cada vez mais difícil”, numa altura em que “a actividade turística continua completamente paralisada” nesta ilha, segundo os operadores neste segmento do turismo.
O representante da empresa Pégaso Turismo e Rent-a-Car, Humberto Flor, lembra que a partir de Março “o turismo acabou” em Santo Antão, paralisando os serviços de transporte turístico e de rent-a-car nesta ilha, cuja “procura baixou drasticamente”, adianta.
Mesmo com a redução, em 50 por cento (%), nos preços de aluguer das viaturas, a procura desses serviços, feita actualmente apenas por nacionais, tem sido muito reduzida, explica Humberto Flor.
A Nova Linha Transporte Turístico e Rent-a-car, outra empresa que opera em Santo Antão, foi obrigada a baixar as tarifas mas, mesmo assim, “a procura continua sendo muita reduzida”, complicando, “e de que maneira”, a situação desta sociedade, segundo o proprietário Amândio Costa.
Os operadores admitem que, com a estagnação do turismo, esta actividade baixou em 95% em Santo Antão, facto que está “a complicar muito” a vida das empresas que operam neste sector que depende do turismo.
Para atenuar os problemas por que passam as empresas que actuam neste ramo, a câmara do Porto Novo decidiu atribuir alguns incentivos às empresas, destacando-se, entre outros, o desconto em 25% do imposto de circulação e a prorrogação do prazo para o pagamento deste mesmo imposto.

Dans la même catégorie