GNA President 46 names sector and regional ministers GNA Manhyia Palace Museum closes down for renovation GNA Effia-Nkwanta honours 39 retirees, launches website GNA « We are no more demi-gods »-Medical Director GNA Ghana School of Law records monumental increase in admissions GNA Sale of face mask up as cases increases GNA Commission on Culture appoints Cultural Ambassador GNA Crucial issue of relevancy has not been established – Supreme Court GNA Court empanels jury for Agordzo’s treason felony case GNA NDC MP’s Case adjourned to February 8

Cabo Verde/Associação dos Guineenses em Santa Catarina homenageia embaixador Mbala Fernandes


  14 Décembre      21        Société (27559),

   

Bissau, 14 Dez 20 (ANG)  – A Associação dos Guineenses em Santa Catarina atribui no domingo um diploma de honra e mérito ao embaixador da Guiné-Bissau em Cabo Verde, M’Bala Fernandes, em reconhecimento pelo “imprescindível trabalho” que tem feito em prol da comunidade.

O diploma foi entregue ao diplomata guineense pelo presidente da Associação dos Guineenses residentes em Santa Catrina, Ansumane Cassamá, numa cerimónia testemunhada pelas autoridades municipais e demais membros daquela comunidade.

“O motivo que nos levou a homenagear o nosso embaixador se deve ao facto de ele ser um embaixador próximo da comunidade, pelo seu empenho em resolver os problemas da comunidade [guineense em Cabo Verde]. Ele é efectivamente um embaixador que tem feito algo pela comunidade guineense em Cabo Verde”, justificou Ansumane Cassamá.

De entre os feitos alcançados pelo homenageado para os guineenses em Cabo Verde destacou a resolução dos problemas que tem que ver com a documentação e acesso a passaportes, cujo tempo de entrega teve uma redução, o empenho do mesmo na situação da pandemia de covid-19.

Por outro lado, apontou a instalação da Embaixada de Cabo Verde na República da Guiné-Bissau como um “ganho extraordinário” do mesmo, que conforme avançou está de saída, daí mais uma razão para tal homenagem.

“Naturalmente não esperava [essa homenagem]. Foi com muita emoção que a comunidade dos guineenses residente em Santa Catrina decidiu prestar-me esta homenagem em gesto do que temos vindo a fazer quer enquanto embaixador ainda em Cabo Verde na promoção da ‘guineendade’ e valores que nos unem e principalmente por fazer com que eles também se sintam representados nas nossas acções”, exteriorizou o homenageado.

Não obstante, muitos feitos conseguidos para os guineenses residentes em Cabo Verde, M’Bala Fernandes destacou como “ganho maior” a instalação da Embaixada de Cabo Verde na Guiné-Bissau.

Entretanto, admitiu que falta ainda muita coisa por fazer como é o sonho de todos que fosse aberto um período de legalização para os emigrantes guineenses que se encontrem em Cabo Verde, tendo enaltecido o facto de haver uma “flexibilidade” da lei para que estes possam sentir cada vez mais em casa.

Questionado se está de saída, limitou-se apenas em dizer que ainda está em Cabo Verde e que vai desenvolver aquilo que é a sua missão que é representar o Estado da Guiné-Bissau, unir as duas nações [Cabo Verde e Guiné-Bissau] que, lembrou, já foram unidas pela história e trabalhar em prol da comunidade guineense residente em Cabo Verde. 

Dans la même catégorie