AIP Côte d’Ivoire-AIP/ Présidentielle 2020: Watchard Kédjébo installe des brigades anti-désobéissance civile à Diabo et Languibonou AIP Côte d’Ivoire-AIP/ Présidentielle 2020: Epiphane Zorro mobilise les militants du RHDP de Zuénoula pour la victoire de Ouattara AIP Côte d’Ivoire-AIP/ Plaidoyer pour la création d’un conseil consultatif spirituel au service du gouvernement AIP Côte d’Ivoire-AIP/ COVID-19: Quarante et un nouveaux cas enregistrés le dimanche 25 octobre GNA President cuts sod for Kpone hospital, Tema Regional Hospital. GNA Wa West NABCO celebrates second anniversary GNA Don’t habour grasshopper mentality – Methodist Bishop to Ministers GNA Don’t adopt inappropriate ways to take monies from congregants – Presiding Bishop GNA Agent of Peace Campaign launched APS ORIENTATION DES NOUVEAUX BACHELIERS : LA PLATEFORME CAMPUSEN ACCESSIBLE À PARTIR DE LUNDI (MINISTÈRE)

Covid-19 veio demonstrar as diferenças entre quem tem literacia digital e quem não a tem – governante


  9 Octobre      11        Technologie (302),

   

Cidade da Praia, 09 Out (Inforpress) – O secretário de Estado para a Inovação e Formação Profissional disse que a pandemia da Covid-19 veio demonstrar as diferenças entre quem tem literacia digital e quem não a tem, realçando que é preciso apostar na formação.
Pedro Lopes fez estas considerações esta quinta-feira em declarações à Inforpress à margem da sua participação, on-line, no Conclave Ministerial de Capital Humano, que aconteceu no âmbito da Reunião Anual do FMI e do Banco Mundial, que decorre em Washington, Estados Unidos da América.
“Foram mais de 70 países que foram representados pelos seus governantes, onde partilharam experiências e desafios da contínua aposta do capital humano, mesmo em tempo da Covid-19. Nós, enquanto país que faz parte deste projecto, estivemos presentes para mostrar aquilo que temos feito e também para aprender com a experiência de outros países”, informou.
Cabo Verde, mesmo tendo presente a pandemia da Covid-19, disse Pedro Lopes, continua a apostar na formação profissional.
“Nós não paramos, é uma aposta contínua na formação profissional. Não deixar ninguém para trás na área digital também é um dos motes deste ano na educação em Cabo Verde e foi o tema de abertura do ano lectivo”, prosseguiu.
O governante referiu, entretanto, que o país tem os seus desafios e que esta pandemia veio trazer desafios para a educação em Cabo Verde.
“Queremos apostar cada vez mais no digital. Apostar no capital humano e não perder o foco na aposta contínua nas pessoas. Sabemos que o vírus veio a declarar cada vez mais as diferenças entre pessoas que têm literacia digital e aquelas que não têm”, frisou.
Pedro Lopes avançou ainda que o governo pretende continuar a formar jovens para esta nova oportunidade, que já o era antes desta pandemia da Covid-19 mas que “certamente”, vai dominar o futuro, ficando o mundo dividido entre quem tem conhecimento digital e quem não tem.
“Nós queremos que os nossos jovens não sejam apenas espectadores, mas sim actores deste mundo em mudança. Têm que se capacitar. Esta é uma nova realidade”, defendeu.
O secretário de Estado para a Inovação e Formação Profissional disse ainda que, de um momento para outro, em Cabo Verde, todos começaram a usar ferramentas digitais que antes não utilizavam.
“Houve a necessidade de nos adaptarmos rapidamente”, completou Pedro Lopes, acrescentando que o governo tem criado “diversos programas”.
Ainda nas suas declarações, Pedro Lopes referiu que o digital tem a vantagem pelo facto de a dimensão do país não deixa de ser um factor crucial.
“E nós queremos que os jovens aproveitem esta oportunidade. Esta é a palavra-chave: nós criarmos oportunidade para que os jovens possam depois ter sucesso e fazer do digital o seu negócio”, concluiu.

Dans la même catégorie