MAP Sénégal: la candidature à la présidentielle n’est pas une condition pour obtenir la liberté provisoire (ministre de la justice) MAP Conférence sur le rôle de la Fondation Mohammed VI des Ouléma Africains dans la préservation de la sécurité spirituelle en Afrique les 24 et 25 février à Kampala MAP Gabon: Huit morts et plusieurs blessés dans un accident de la circulation MAP Afrique du Sud: les élections générales fixées au 29 mai (Présidence) MAP Nucléaire: Les actions en faveur du continent africain constituent une priorité stratégique pour le Maroc (Ambassadeur) MAP Somalie: un attentat à Mogadiscio fait 5 morts MAP Sénégal/Présidentielle 2024 : Le Conseil Constitutionnel entérine la liste définitive des 19 candidats MAP IOSCO : Mme Hayat réélue à la présidence du Comité Régional Afrique et Moyen-Orient MAP Gabon: La croissance devrait s’établir à 3% en 2024 (FMI) MAP La désintégration de la société sud-africaine, résultat de la dépossession des Noirs de leurs terres (étude)

Covid-19 veio demonstrar as diferenças entre quem tem literacia digital e quem não a tem – governante


  9 Octobre      46        Technologie (988),

 

Cidade da Praia, 09 Out (Inforpress) – O secretário de Estado para a Inovação e Formação Profissional disse que a pandemia da Covid-19 veio demonstrar as diferenças entre quem tem literacia digital e quem não a tem, realçando que é preciso apostar na formação.
Pedro Lopes fez estas considerações esta quinta-feira em declarações à Inforpress à margem da sua participação, on-line, no Conclave Ministerial de Capital Humano, que aconteceu no âmbito da Reunião Anual do FMI e do Banco Mundial, que decorre em Washington, Estados Unidos da América.
“Foram mais de 70 países que foram representados pelos seus governantes, onde partilharam experiências e desafios da contínua aposta do capital humano, mesmo em tempo da Covid-19. Nós, enquanto país que faz parte deste projecto, estivemos presentes para mostrar aquilo que temos feito e também para aprender com a experiência de outros países”, informou.
Cabo Verde, mesmo tendo presente a pandemia da Covid-19, disse Pedro Lopes, continua a apostar na formação profissional.
“Nós não paramos, é uma aposta contínua na formação profissional. Não deixar ninguém para trás na área digital também é um dos motes deste ano na educação em Cabo Verde e foi o tema de abertura do ano lectivo”, prosseguiu.
O governante referiu, entretanto, que o país tem os seus desafios e que esta pandemia veio trazer desafios para a educação em Cabo Verde.
“Queremos apostar cada vez mais no digital. Apostar no capital humano e não perder o foco na aposta contínua nas pessoas. Sabemos que o vírus veio a declarar cada vez mais as diferenças entre pessoas que têm literacia digital e aquelas que não têm”, frisou.
Pedro Lopes avançou ainda que o governo pretende continuar a formar jovens para esta nova oportunidade, que já o era antes desta pandemia da Covid-19 mas que “certamente”, vai dominar o futuro, ficando o mundo dividido entre quem tem conhecimento digital e quem não tem.
“Nós queremos que os nossos jovens não sejam apenas espectadores, mas sim actores deste mundo em mudança. Têm que se capacitar. Esta é uma nova realidade”, defendeu.
O secretário de Estado para a Inovação e Formação Profissional disse ainda que, de um momento para outro, em Cabo Verde, todos começaram a usar ferramentas digitais que antes não utilizavam.
“Houve a necessidade de nos adaptarmos rapidamente”, completou Pedro Lopes, acrescentando que o governo tem criado “diversos programas”.
Ainda nas suas declarações, Pedro Lopes referiu que o digital tem a vantagem pelo facto de a dimensão do país não deixa de ser um factor crucial.
“E nós queremos que os jovens aproveitem esta oportunidade. Esta é a palavra-chave: nós criarmos oportunidade para que os jovens possam depois ter sucesso e fazer do digital o seu negócio”, concluiu.

Dans la même catégorie