MAP La présidence tunisienne reçoit une lettre contenant une matière suspecte (Source officielle) MAP Le PIB de l’Afrique du Sud croitra de 2,8 pc en 2021 (FMI) APS VERS LA MISE EN PLACE D’UN COMITÉ INTERNATIONAL POUR L’ANNULATION DE LA DETTE APS LES OPÉRATIONS SE POURSUIVENT POUR MAÎTRISER L’INCENDIE DU PUITS DE GAZ DE NGADIAGA APS UN INCENDIE RAVAGE 10 MAISONS DANS LE DÉPARTEMENT DE NIORO APS LA LUTTE CONTRE LA HAINE RACIALE ET LA XÉNOPHOBIE, ’’UN DÉFI À SURMONTER’’, SELON UN DIPLOMATE APS CAN U20 : DEUX ARBITRES SÉNÉGALAIS SÉLECTIONNÉS APS COVID-19 : LES POPULATIONS DE NIORO INVITÉES AU SENS DE LA RESPONSABILITÉ APS COVID-19 : TRUSTAFRICA FAIT UN DON DE 30 000 MASQUES DE PROTECTION APS MORTALITÉ DE 750 PÉLICANS BLANCS DU PARC DE DJOUDJ (OFFICIEL)

Angola: PR pede reforço da capacidade de resposta dos órgãos castrenses


  17 Décembre      12        Politique (14464),

   

Luanda,17 de Dezembro (ANGOP) – O Presidente da República, João Lourenço, orientou, esta quinta-feira,17, o reforço da capacidade de resposta das Forças de Defesa e Segurança, para contrapor eventuais ameaças internas e externas que ponham em perigo o país.
O Presidente João Lourenço discursava num encontro com as chefias das forças de defesa e segurança do país, na qualidade de Comandante-em-Chefe das Forças Armadas Angolanas (FAA).
Disse que, embora na agenda das responsabilidades do Estado a economia seja a primeira prioridade, é imperioso prestar a devida atenção à necessidade de manter as forças de defesa e segurança com a elevada capacidade de resposta a todas eventuais ameaças internas e externas.
No encontro, o Presidente João Lourenço reconheceu que sem defesa e segurança « não há economia, não há segurança para o investimento privado ».
« Aliás, o facto de as melhores potências económicas do mundo serem também as maiores potências militantes justifica a afirmação e se aplica ao universo de todos os outros países », vincou.
Indicou que as forças de defesa e segurança são imprescindíveis à sobrevivência de qualquer Estado, mas representam sempre uma despesa considerável ao orçamento de qualquer país.
Por esta razão, adiantou, embora sejam importantes em todas as circunstâncias, incluindo situações de paz e estabilidade, os seus efectivos devem ser ajustados permanentemente em função de maior ou menor iminência de conflito.
Reconheceu ser necessário redimensionar as FAA, acautelando a manutenção da sua capacidade operacional, com menos efectivos, melhor preparados e com armamento e técnica mais moderna e eficiente.
« Somos também chamados a encontrar alguma auto-suficiência na produção de alimentos, fardas e botas, utensílios de casernas e outros bens logísticos de consumo diário », adiantou.
No aniversário do Exército, que se assinala nesta quinta-feira,17, o Comandante-em-Chefe das FAA prestou homenagem aos milhares de jovens angolanos que, ao longo de décadas, deram o seu suor e sangue na defesa da pátria.
« O país perdeu alguns dos seus melhores filhos, o sacrifício foi enorme, mas valeu a pena e talvez tenham sido os militares que melhor compreenderam o alcance da paz e da reconciliação nacional entre os angolanos », salientou o Presidente da República.

Dans la même catégorie