AIP Baromètre des CEOs africains 2020 : La Côte d’Ivoire, pays le plus attractif pour les investisseurs (Etude) AIP Inter/ Alassane Ouattara appelle à une riposte collective contre la COVID-19 AIP Visite d’État: Des cadres de Manfla mobilisent les populations pour le meeting à Zuénoula AIP Visite d’Etat: 1.200 habitants du quartier Proniani de Sinfra connectés au réseau électrique AIP Visite d’État: CI-Energies soutient le secteur éducatif de Sinfra AIP Visite d’Etat: Ouattara va procéder à la mise sous tension électrique de trois villages de Zuénoula AIP Visite d’Etat: les villages de Baazra I, Baazra II et Klazra reconnaissants au chef de l’Etat AIP Visite d’Etat: Les travaux de bitumage de l’axe routier Sinfra-Bouaflé lancés AIP Inter/ Ouattara exprime sa gratitude aux partenaires internationaux engagés pour la réussite de l’élection présidentielle AIP Visite d’Etat : Plaidoyer pour l’électrification de la maternité de Baazra

Covid-19/“Dificuldades de cumprimento das recomendações sanitárias estão na origem do adiamento da reabertura das aulas”,diz Magda Robalo


  20 Juillet      4        Société (23047),

   

Bissau 20 Jul 20 (ANG) – A Alta Comissária para Covid-19 reiterou que a falta de condições para o cumprimento das regras exigidas à algumas escolas nomeadamente, a de distanciamento físico, higiene das mãos e o uso de máscaras, determinaram  o adiamento da reabertura das aulas no país.

Em entrevista exclusiva  à ANG, Magda Robalo, disse que isso, foram, entre outras,as recomendações do Comissariado para a Luta contra o Covid-19 ao Ministério da Educação,  baseadas num relatório de avaliação feita por uma comissão criada para o efeito.

Aquela responsável disse que depois das visitas que efectuaram às escolas constatou-se que não havia condições para distanciamento físico, higiene das mãos e a utilização de usos de mascarás, embora este último não era possível avaliar imediatamente, uma vez que os alunos e os professores não estavam nas escolas .

“Sobretudo a questão de distanciamento físico, utilizando as carteiras que temos e o número de alunos por classe nas nossas escolas, não permitiam a reabertura das escolas.A recomendação foi baseada numa avaliação feita por uma comissão criada pelo próprio Ministério da Educação”, explicou.

Salientou   que toda a gente tem interesse em que as  escolas se reabrem, porque não se quer as  crianças e jovens fiquem sem estudar  e que fiquem no lazer em casa e nas bancadas, por muito tempo.

Robalo sublinhou que as escolas só podem abrir em condições de segurança, acrescentando que estão a trabalhar em conjunto com o Ministério da Educação para ver como organizar, introduzindo  renovações e formações necessárias, desdobrar os turnos como for possível e necessário, para poder abrir as escolas em condições de segurança aceitáveis por todos.

Magda Robalo lembra aos cidadãos que o Covid-19 ainda não foi embora, e acrescenta  que ainda se tem um desafio, muito grande, em relação a erradicação da pandemia na Guiné-Bissau.

“Por isso, os guineenses devem acreditar que a doença existe e passa de um ser humano para outro e mata  se não se respeitar as medidas de prevenção”, referiu.

A Alta Comissária para Covid-19 pede à pessoas suspeitas de contaminação para se dirigirem ao hospital, o mais depressa possível.

Disse que, o tratamento atempado da doença e o cumprimento das regras higiénicas de base são as melhores formas de se combater a pandemia.

O Governo havia previsto a reabertura das aulas no país para o dia 13 deste mês mas ficou adiada até a nova ordem.

Dans la même catégorie