- FAAPA FR - https://www.faapa.info -

Morabi quer continuar a fazer diferença na vida das pessoas – presidente

Cidade da Praia, 15 Jul (Inforpress) – A presidente da Associação Cabo-verdiana de Autopromoção da Mulher (Morabi), Lina Gonçalves, afirmou que a instituição que dirige quer continuar a facilitar, impactar e a fazer diferença na vida das pessoas, sobretudo das mulheres chefes de família.
A afirmação foi feita por Lina Gonçalves, na tarde desta terça-feira, na Cidade da Praia, durante o acto de inauguração do balcão único da Casa do Cidadão, na Morabi, presidida pela secretária de Estado para a Modernização Administrativa, Edna Oliveira.
“Acreditamos que servir o nosso público-alvo vai muito além de oferecer serviço financeiro, de conceder um crédito e queremos continuar a facilitar, a impactar e a fazer diferença na vida das pessoas”, mencionou.
A presidente da Morabi considerou que se trata de um marco singular para a instituição, que tem apostado na modernização administrativa, porque reconhece a sua importância na simplificação dos processos, na desburocratização e na diminuição dos custos para os clientes.
“O novo balcão integra-se no plano de transformação da instituição e faz parte do compromisso da Morabi cooperativa de fornecer a melhor experiência ao usuário, assumindo-se como uma instituição de micro-finanças que atende diferentes segmentos do mercado e às necessidades do seu público-alvo num único lugar”, referiu.
Adiantou que a preocupação da Morabi cooperativa é de melhorar a vida das pessoas, através de novos serviços que respondam às necessidades financeiras ou não financeiras.
Por seu turno, a secretária de Estado para a Modernização Administrativa, Edna Oliveira, considerou este projecto importante porque vai ao encontro do programa do Governo na modernização administrativa que tem como foco os cidadãos e as empresas.
“Esta ideia de modernização, passa por fazer com que os serviços públicos ou privados deixem de estar virados para si mesmos e passem a estar focados nos cidadãos, nas empresas, nos clientes e nos utentes”, disse.
Segundo a governante, nessa perspectiva, os serviços devem fazer tudo para simplificar os processos e evitar que os cidadãos tenham que se deslocar várias vezes para tratar do mesmo assunto, daí a necessidade da simplificação e da melhoria dos serviços, em parceria com as entidades privadas, organizações da sociedade civil e o Estado.
Edna Oliveira revelou que é nesta perspectiva que abraçaram este projecto da Morabi que vai disponibilizar aos seus clientes um balcão único que preste um conjunto de serviços não financeiros.
O acto de inauguração foi co-presidido pelo gestor da Casa do Cidadão, João da Cruz.
À margem da cerimónia foi assinado o protocolo de parceria entre a Casa do Cidadão e o Ministério das Finanças, através da Unidade de Promoção e Desenvolvimento do Micro-crédito (UPDM).