AGP Guinée/Coopération : « Je voudrais vous rassurer que nous n’avons aucune intention de garder le Pouvoir », dixit le Colonel Mamadi Doumbouya APS LANCEMENT D’UN PROGRAMME DE THÉÂTRE RADIOPHONIQUE SUR LA COVID-19 ET LA VACCINATION, LUNDI APS ELIMINATOIRES CAN 2022 : LES LIONNES S’IMPOSENT À MONROVIA APS LE DANTEC : ENVIRON 200 À 250 NOUVEAUX PATIENTS PAR AN À L’UNITÉ ONCOLOGIE DU SERVICE PÉDIATRIE (RESPONSABLE) APS SAINT-LOUIS : ÉVOLUTION SATISFAISANTE DES PROJETS DU PACASEN (COORDONNATEUR) GNA Fuel increments introduce significant cost burden on the average Ghanaian – ACEP GNA 2022 AWCON Qualifiers: Nigeria dumps Ghana’s chances of 2022 AWCON GNA Ghana holds Pre-COP26 meeting GNA Minority expresses concern over MMDCEs approval blues AGP Guinée: les nouvelles autorités du pays suppriment tous les barrages, à l’exception de ceux des frontières

Governo quer fazer de Cabo Verde um “hub de tecnologias” capaz de garantir acesso de todos às TIC – ministro


  13 Décembre      36        Economie (13407), Politique (19093), Technologie (465),

   

Praia, 13 Dez (Inforpress) – O ministro das Finanças afirmou que o Governo está a trabalhar para integrar Cabo Verde na rede global das TIC e fazer do país um “hub de tecnologias” visando garantir o acesso de todos às TIC.
Olavo Correia fez estas declarações em Paris, França, quando participava como orador no painel “Tecnologias de Informação e Comunicação” (TIC) na Conferência Internacional “Construindo novas Parcerias para o Desenvolvimento Sustentável de Cabo Verde”.
Olavo Correia começou a sua intervenção realçando que as tecnologias representam uma grande oportunidade para os pequenos países, particularmente para os pequenos países insulares, pelo que sublinhou, Cabo Verde procura integrar-se na rede global das TIC, nomeadamente nas empresas de Hardware, centros de pesquisa, espaços de inovação e desenvolvimento aliados à criação de incentivos para o desenvolvimento de uma plataforma digital e de inovação.
Para o governante, fazer de Cabo Verde uma “plataforma da inovação” é um dos vetores para a transformação do país numa economia de circulação no Atlântico Médio capaz de produzir não somente bens digitais, como de se assumir como centro de pesquisa para a inovação digital na sua região da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO).

Dans la même catégorie